The Holy See
back up
Search
riga

PAPA BENTO XVI

ANGELUS

Domingo, 22 de Maio de 2005

 

Queridos Irmãos e Irmãs!

Hoje a liturgia celebra a solenidade da Santíssima Trindade, quase a realçar que na luz do mistério pascal se revela plenamente o centro do cosmos e da história:  o próprio Deus, Amor eterno e infinito. A palavra que resume toda a revelação é esta:  "Deus é amor" (1 Jo 4, 8.16); e o amor é sempre um mistério, uma realidade que supera a razão sem a contradizer, aliás, exaltando as suas potencialidades. Jesus revelou-nos o mistério de Deus:  Ele, o Filho, fez-nos conhecer o Pai que está nos Céus, e deu-nos o Espírito Santo, o Amor do Pai e do Filho. A teologia cristã sintetiza a verdade acerca de Deus com esta expressão:  uma única substância em três pessoas. Deus não é solidão, mas comunhão perfeita. Por isso a pessoa humana, imagem de Deus, realiza-se no amor, que é dom sincero de si.

Contemplamos o mistério do amor de Deus participado de modo sublime na Santíssima Eucaristia, Sacramento do Corpo e do Sangue de Cristo, representação do seu Sacrifício redentor. Por isso, sinto-me feliz por dirigir hoje, festa da Santíssima Trindade, a minha saudação aos participantes no Congresso Eucarístico da Igreja italiana, que se inaugurou em Bari. No coração deste Ano dedicado à Eucaristia, o povo cristão converge para Cristo presente no Santíssimo Sacramento, cada paróquia está chamada a redescobrir a beleza do Domingo, Dia do Senhor, no qual os discípulos de Cristo renovam na Eucaristia a comunhão com Aquele que dá sentido às alegrias e aos cansaços de todos os dias. "Sem o Domingo não podemos viver":  assim professavam os primeiros cristãos, mesmo arriscando a vida, e assim somos chamados a repetir nós hoje.

Na expectativa de ir pessoalmente a Bari no próximo domingo para a Celebração eucarística, estou desde agora espiritualmente unido a este importante acontecimento eclesial. Invocamos juntos a intercessão da Virgem Maria, para que estes intensos dias de oração e de adoração de Cristo Eucaristia acendam na Igreja italiana um renovado fervor de fé, de esperança e de caridade.

Desejo confiar a Maria também todas as crianças, os adolescentes e os jovens que neste período fazem a sua Primeira Comunhão ou recebem o sacramento da Confirmação. Com esta intenção recitamos agora o Angelus, revivendo com Maria o mistério da Anunciação.


Depois do Angelus

Saúdo com afecto os peregrinos de língua espanhola, especialmente os membros da Obra da Igreja, que vieram para participar nesta oração mariana. Professai a vossa fé na Santíssima Trindade, glorificando, com as vossas palavras e acções, ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Feliz domingo!

Saúdo os peregrinos provenientes da Polónia. Confio todos à Mãe de Deus e abençoo-vos de coração.

Dirijo uma calorosa saudação aos peregrinos de língua alemã, de modo especial às crianças da Missão polaca em Essem que fazem a Primeira comunhão. Por amor a nós homens Deus Pai enviou-nos o seu Filho e ofereceu-nos o Espírito Santo, para que nos tornássemos filhos de Deus. Sejamos reconhecidos por esta Graça. Que Deus-Trindade divina nos conserve sempre no seu amor!

Saúdo os peregrinos de língua italiana, de modo especial os fiéis provenientes de Romano da Lombardia, Cassano d'Adda, Piedimonte Matese, Bonifati e Sava; a UNITALSI de Gualdo Tadino; os jovens da Arquidiocese de Génova, de Colonella, de Santo Hilário d'Enza e de Belizzi; as crianças de San Vito dos Normanos e o Rotary Club de Salerno. Saúdo também as missionárias e os voluntários da Imaculada-Padre Kolbe, assim como as religiosas Irmãs da Caridade, às quais desejo todo o bem para o Capítulo Geral.

Desejo a todos um bom domingo.
 

Copyright © Libreria Editrice Vaticana

 

top