The Holy See
back up
Search
riga
PAPA BENTO XVI

ANGELUS

Domingo, 25 de Fevereiro de 2007

Queridos irmãos e irmãs!

Este ano a Mensagem para a Quaresma inspira-se num versículo do Evangelho de João, que por sua vez é sugerido por uma profecia messiânica de Zacarias: "Hão-de olhar para aquele que trespassaram" (Jo 19, 37). O discípulo predilecto, presente juntamente com Maria, a Mãe de Jesus, e outras mulheres no Calvário, foi testemunha ocular do golpe de lança que trespassou o lado de Cristo, fazendo sair dele sangue e água (cf. Jo 19, 31-34). Aquele gesto, feito por um anónimo soldado romano destinado a ser esquecido, permaneceu impresso nos olhos e no coração do apóstolo, que o voltou a apresentar no seu Evangelho. Ao longo dos séculos quantas conversões se verificaram precisamente graças à mensagem eloquente de amor que recebe aquele que dirige o olhar para Jesus crucificado!

Entramos portanto no tempo quaresmal com o "olhar" fixo no peito de Jesus. Na Carta encíclica Deus caritas est (cf. n. 12) eu quis ressaltar que, só dirigindo o olhar para Jesus que morreu por nós na cruz, pode ser conhecida e contemplada esta verdade fundamental: "Deus é amor" (1 Jo 4, 8.16). "A partir daquele olhar escrevi o cristão encontra o caminho do seu viver e amar" (Deus caritas est, 12). Contemplando com os olhos da fé o Crucificado, podemos compreender em profundidade o que é o pecado, quanto é trágica a sua gravidade e, ao mesmo tempo, quanto incomensurável é o poder do perdão e da misericórdia do Senhor. Durante estes dias da Quaresma não afastemos o coração deste mistério de profunda humanidade e de alta espiritualidade. Olhando para Cristo, sintamo-nos ao mesmo tempo protegidos por Ele. Aquele que nós trespassámos com as nossas culpas não se cansa de derramar sobre o mundo uma torrente inexaurível de amor misericordioso. Possa a humanidade compreender que só desta fonte é possível haurir a energia espiritual indispensável para construir aquela paz e felicidade que cada ser humano procura incessantemente.

Peçamos à Virgem Maria, que foi trespassada na alma junto da Cruz do Filho, que nos obtenha o dom de uma fé firme. Guiando-nos no caminho quaresmal, nos ajude a deixar tudo o que nos distrai da escuta de Cristo e da sua palavra de salvação. A ela confio, em particular, a semana de Exercícios Espirituais, que iniciará hoje à tarde, aqui no Vaticano, e na qual participarei juntamente com os meus colaboradores da Cúria Romana. Queridos irmãos e irmãs, peço-vos que nos acompanheis com a vossa oração, que de bom grado retribuirei no recolhimento, invocando o poder divino sobre cada um de vós, sobre as vossas famílias e sobre as vossas comunidades.

Depois do Angelus

Saúdo também os peregrinos de língua portuguesa, principalmente os brasileiros de Campinas, e quantos se unem a nós nesta prece mariana do Angelus. Que a vossa fé possa refletir, neste início da Quaresma, a humildade de Cristo que, por Sua Paixão, Morte e Ressurreição, abriu-nos o caminho da nossa Páscoa eterna. A todos dou de coração a minha Bênção Apostólica.

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

top