The Holy See
back up
Search
riga
PAPA BENTO XVI

ANGELUS

29 de Junho de 2007
Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo
 

 

Caros irmãos e irmãs

Concluiu-se há pouco, na Basílica Vaticana, a Celebração eucarística em honra dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, Padroeiros de Roma as "colunas" da Igreja universal. Como todos os anos, para esta solene circunstância vieram a Roma os Arcebispos Metropolitanos que nomeei durante o último ano e aos quais impus o Pálio, sinal litúrgico que exprime o vínculo de comunhão que os une ao Sucessor de Pedro. Aos queridos Irmãos Metropolitanos, renovo a minha saudação mais cordial, convidando todos a rezarem por eles e pelas Comunidades que são confiadas aos seus cuidados pastorais. Além disso, por ocasião da hodierna Solenidade, neste ano a Igreja de Roma e o seu Bispo têm a alegria de hospedar a Delegação enviada pelo Patriarcado Ecuménico de Constantinopla. Aos venerados Irmãos que compõem a Delegação, renovo a minha mais cordial saudação que, através deles, dirijo com carinho também a Sua Santidade Bartolomeu I.

A Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo convida-nos, de modo particular, a rezar intensamente e a agir com convicção pela causa da unidade de todos os discípulos de Cristo. O Oriente e o Ocidente cristãos encontram-se muito próximos entre si, e já podem contar com uma comunhão quase completa, como recorda o Concílio Vaticano II, farol que guia os passos do caminho ecuménico. Portanto, os nossos encontros, as visitas periódicas e os diálogos em curso não são simples gestos de cortesia, ou tentativas de alcançar compromissos, mas o sinal de uma comum vontade de fazer o possível para chegarmos quanto antes àquela plena comunhão, implorada por Cristo na sua oração ao Pai, depois da última Ceia:  "Ut unum sint". Entre estas iniciativas insere-se também o "Ano Paulino", que desejei anunciar ontem à noite, na Basílica de São Paulo fora dos Muros, precisamente junto do túmulo do Apóstolo Paulo. Trata-se de um Ano jubilar a ele dedicado, que terá início no dia 28 de Junho de 2008 e terminará em 29 de Junho de 2009, em coincidência com o bimilenário do seu nascimento. Faço votos para que as várias manifestações que serão organizadas contribuam para renovar o nosso entusiasmo missionário e para tornar mais intensos os relacionamentos com os nossos irmãos do Oriente e com os outros cristãos que, como nós, veneram o Apóstolo das Nações.

Dirijamo-nos agora à Virgem Maria, Rainha dos Apóstolos. Pela sua intercessão materna, o Senhor permita que a Igreja, que está em Roma e no mundo inteiro, permaneça sempre fiel ao Evangelho, para cujo serviço os Santos Pedro e Paulo consagraram a sua própria vida.


Depois do Angelus

Na Solenidade dos Santos Padroeiros de Roma, formulo especiais bons votos de paz e de prosperidade cristã para esta Cidade e para todos os seus habitantes. Encorajo de forma particular os fiéis, a comportarem-se sempre de maneira digna do Evangelho e a tornarem-se "fermento" em todos os ambientes de vida, precisamente no mundo contemporâneo.

Nesta importante celebração, sinto-me também feliz por anunciar que, respondendo ao convite do Arcebispo Cardeal Crescenzio Sepe, no domingo 21 do próximo mês de Outubro irei em Visita Pastoral a Nápoles. Cumprimento afectuosamente, desde hoje, toda a querida comunidade napolitana, que convido a preparar tal encontro na oração e na caridade diligente.

 

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

 

top