The Holy See
back up
Search
riga
PAPA BENTO XVI

ANGELUS

Domingo, 7 de Outubro de 2007

 

Queridos irmãos e irmãs!

Este primeiro domingo de Outubro oferece-nos dois motivos de oração e de reflexão:  a memória da Bem-Aventurada Virgem Maria do Rosário, que se celebra precisamente hoje, e o compromisso missionário, ao qual o mês é dedicado de modo especial. A imagem tradicional de Nossa Senhora do Rosário representa Maria que com um braço ampara o Menino Jesus e com o outro apresenta a coroa a São Domingos. Esta significativa iconografia mostra que o Rosário é um meio doado pela Virgem para contemplar Jesus e, meditando a sua vida, amá-lo e segui-lo sempre fielmente. Foi a recomendação que Nossa Senhora deixou em diversas suas aparições. Penso, em particular, na de Fátima que apareceu há 90 anos. Aos três pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco, apresentando-se como "Nossa Senhora do Rosário" recomendou com insistência que se recitasse o Rosário todos os dias, para obter o fim da guerra. Também nós queremos acolher a riqueza materna da Virgem, comprometendo-nos a recitar com fé a coroa do Rosário pela paz nas famílias, nas nações e no mundo inteiro.

Contudo, sabemos que a verdadeira paz se difunde onde os homens e as instituições se abrem ao Evangelho. O mês de Outubro ajuda-nos a recordar esta verdade fundamental mediante uma animação especial que tende a manter vivo o anseio missionário em cada comunidade e apoiar o trabalho de quantos sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos trabalham nas fronteiras da missão da Igreja. Preparemo-nos para celebrar com especial solicitude, no próximo dia 21 de Outubro, o Dia Missionário Mundial, que terá como tema:  "Todas as Igrejas para o mundo inteiro". O anúncio do Evangelho permanece o primeiro serviço que a Igreja deve à humanidade, para oferecer a salvação de Cristo ao homem do nosso tempo, de tantas maneiras humilhado e oprimido, e para orientar em sentido cristão as transformações culturais, sociais e éticas que estão em acto no mundo. Este ano um ulterior motivo nos estimula a um compromisso missionário renovado:  o 50º aniversário da Encíclica Fidei donum do Servo de Deus Pio XII, que promoveu e encorajou a cooperação entre as Igrejas para a missão ad gentes. Apraz-me recordar também que há 150 anos partiram para a África, precisamente para o actual Sudão, cinco sacerdotes e um leigo do Instituto do Pe. Mazza de Verona. Entre eles encontrava-se São Daniel Comboni, futuro Bispo da África central e padroeiro daquelas populações, cuja memória litúrgica se celebra no próximo dia 10 de Outubro.

À intercessão deste pioneiro do Evangelho e dos numerosos outros Santos e Beatos missionários, particularmente à materna protecção da Rainha do Santo Rosário confiamos todos os missionários e missionárias. Ajude-nos Maria a recordar-nos de que cada cristão é chamado a ser anunciador do Evangelho com a palavra e com a vida.

 

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

 

top