The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA
DO SANTO PADRE BENTO XVI
AOS CAMARÕES E ANGOLA
(17-23 DE MARÇO DE 2009)

PAPA BENTO XVI

ANGELUS

Esplanada de Cimangola, Luanda
IV Domingo de Quaresma, 22 de Março de 2009

Amados irmãos e irmãs!

Agora, no final da nossa Celebração Eucarística e quando a minha Visita Pastoral à África já se encaminha para o seu termo, voltamo-nos para Maria, a Mãe do Redentor, para implorar a sua amorosa intercessão por nós, nossas famílias e o mundo inteiro.

Nesta oração do Angelus, recordamos o «sim» incondicional de Maria à vontade de Deus. Através da obediência de fé da Virgem, o Filho veio ao mundo para nos trazer perdão, salvação e vida em abundância. Fazendo-Se homem, em tudo igual a nós menos no pecado, Cristo ensinou-nos a dignidade e o valor de cada membro da família humana. Morreu pelos nossos pecados, para nos reunir a todos na família de Deus.

A nossa oração eleva-se hoje a partir de Angola, da África, e abraça o mundo inteiro. Por sua vez os homens e mulheres de qualquer parte do mundo que se unem à nossa oração voltem os seus olhos para a África, para este grande continente tão cheio de esperança, mas tão sedento ainda de justiça, paz, desenvolvimento são e integral que possa assegurar ao seu povo um futuro de progresso e de paz.

Hoje encomendo às vossas orações o trabalho de preparação para a Segunda Assembleia Especial para a África do Sínodo dos Bispos, cuja realização está prevista para o fim deste ano. Inspirados pela fé em Deus e confiados nas promessas de Cristo, possam os católicos deste continente tornar-se cada vez mais plenamente fermento de esperança evangélica para todas as pessoas de boa vontade que amam a África, que se dedicam ao crescimento material e espiritual dos seus filhos e à difusão da paz, da prosperidade, da justiça e da solidariedade em vista do bem comum.

A Virgem Maria, Rainha da Paz, continue a guiar o povo de Angola na tarefa da reconciliação nacional depois da experiência devastadora e desumana da guerra civil. Que as suas súplicas de Mãe obtenham para todos os angolanos a graça de um autêntico perdão, do respeito pelos outros, da cooperação que pode levar por diante a obra imensa da reconstrução. A Santa Mãe de Deus, que nos apresenta o seu Filho, nosso irmão, lembre a nós, cristãos vindos de toda a parte, o dever que temos de amar o nosso próximo, de ser construtores de paz, de ser os primeiros a perdoar a quem pecou contra nós, tal como nós fomos perdoados.

Aqui, na África Austral, queremos pedir a Nossa Senhora de modo particular para interceder pela paz, pela conversão dos corações e pelo fim do conflito na vizinha região dos Grandes Lagos. Possa o seu Filho, Príncipe da Paz, levar alívio a quem sofre, conforto àqueles que choram, e força a todos os que conduzem o difícil processo do diálogo, da negociação e da cessação da violência.

Com esta confiança voltamo-nos agora para Maria, nossa Mãe, e, ao recitarmos a oração do Angelus, rezamos pela paz e a salvação da família humana inteira.

© Copyright 2009 - Libreria Editrice Vaticana

 

top