The Holy See
back up
Search
riga

PAPA BENTO XVI

ANGELUS

Praça de São Pedro
Domingo, 28 de Outubro de 2012

[Vídeo]

 

Queridos irmãos e irmãs!

Com a Santa Missa celebrada esta manhã na Basílica de São Pedro, concluiu-se a XIII Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos. Confrontámo-nos durante três semanas sobre a realidade da nova evangelização para a transmissão da fé cristã: toda a Igreja estava representada e, por conseguinte, abrangida por este compromisso, que não deixará de dar os seus frutos, com a graça do Senhor. Mas antes de tudo o Sínodo é sempre um momento de grande comunhão eclesial, e por isso desejo agradecer a Deus juntamente convosco, o qual nos concedeu mais uma vez experimentar a beleza de ser Igreja, e de o ser precisamente hoje, neste mundo tal como ele é, no meio desta humanidade com as suas fadigas e esperanças.

Foi muito significativa a coincidência desta Assembleia sinodal com o cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II, e por conseguinte com o início do Ano da fé. Voltar a pensar no Beato João XXIII, no Servo de Deus Paulo VI, na época conciliar, foi favorável como nunca, porque nos ajudou a reconhecer que a nova evangelização não é uma nossa invenção, mas é um dinamismo que se desenvolveu na Igreja de modo particular a partir dos anos cinquenta do século passado, quando se tornou evidente que também os países de antiga tradição cristã se tinham tornado, como se costuma dizer, «terra de missão». Assim sobressaiu a exigência de um anúncio renovado do Evangelho nas sociedades secularizadas, na dupla certeza de que, por um lado, só Ele, Jesus Cristo, é a verdadeira novidade que responde às expectativas do homem de todas as épocas, e por outro, que a sua mensagem pede para ser transmitida de modo adequado nos mudados contextos sociais e culturais.

Que podemos dizer no final destes dias intensos de trabalho? Por meu lado, ouvi e recolhi muitos temas de reflexão e muitas propostas, que, com a ajuda da Secretaria do Sínodo e dos meus Colaboradores, procurarei organizar e elaborar, para oferecer a toda a Igreja uma síntese orgânica e indicações coerentes. Desde já podemos dizer que deste Sínodo sai fortalecido o compromisso pela renovação espiritual da própria Igreja, para poder renovar espiritualmente o mundo secularizado; e esta renovação virá da redescoberta de Jesus Cristo, da sua verdade e da sua graça, do seu «rosto», tão humano e ao mesmo tempo tão divino, sobre o qual resplandece o mistério transcendente de Deus.

Confiamos à Virgem Maria os frutos do trabalho da Assembleia sinodal que acabamos de concluir. Ela, Estrela da nova evangelização, nos ensine a ajude a levar Cristo a todos, com coragem e alegria.


APELO

Nos dias passados um devastador furacão, que se abateu com particular violência sobre Cuba, Haiti, Jamaica e Bahamas, causou vários mortos e enormes danos, obrigando numerosas pessoas a deixar as próprias casas. Desejo garantir a minha proximidade e a minha recordação a quantos foram atingidos por este desastre natural, enquanto convido todos à oração e à solidariedade, para aliviar a dor dos familiares das vítimas e oferecer ajuda aos milhares de danificados.


Depois do Angelus

Dirijo agora uma calorosa saudação aos peregrinos de língua portuguesa, e de modo especial ao grupo vindo do Brasil — das dioceses de Guaxupé, São João da Boa Vista e Jundiaí. Ao concluir a Sínodo sobre a Nova Evangelização, confio à Virgem Santíssima os seus frutos e peço-Lhe que guie e proteja maternalmente os vossos passos ao serviço do anúncio e testemunho da Boa Nova de Jesus Cristo! A minha Bênção desça sobre vós, vossas famílias e comunidades cristãs.

 

© Copyright 2012 - Libreria Editrice Vaticana

 

top