The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA BENTO XVI
A DOM STANISLAW DZIWISZ
ARCEBISPO METROPOLITANO DE CRACÓVIA

 

Ao venerado Irmão D. STANISLAW DZIWISZ
Arcebispo Metropolitano de Cracóvia

Já transcorreram vinte e cinco anos desde os dias memoráveis, em que os operários dos Estaleiros de Danzigue e, em seguida, dos outros estabelecimentos industriais, deram início ao movimento sindical que depois assumiu o nome de "Solidarnosc". Em ligação com esta data, deposito nas mãos de Vossa Excelência, como meu Enviado às solenidades jubilares, a minha saudação àqueles que participaram activamente em tais acontecimentos e às pessoas que hoje em dia consideram este património do movimento operário polaco como um ponto de referência.

Todos nós estamos conscientes do grande significado que o nascimento deste Sindicato teve nas vicissitudes da Polónia e na história de toda a Europa. Ele não só provocou mudanças políticas inimagináveis mas pacíficas na Polónia, introduzindo o povo polaco no caminho da liberdade e da democracia, mas indicou também aos demais povos do ex-bloco oriental a possibilidade de reparar a injustiça histórica, em virtude da qual eles tinham sido deixados para além da chamada "cortina de ferro". Bem sei como era importante para o meu grande Predecessor, o Servo de Deus João Paulo II, que se realizasse este acto de justiça histórica e que a Europa pudesse respirar com os seus dois pulmões, o ocidental e o oriental. Estou consciente de que ele apoiava o "Solidarnosc" com a sua autoridade e, quando era necessário, inclusive mediante uma hábil obra diplomática. Sei também que se tratava de uma causa justa, e a derrocada do muro de Berlim e a introdução na União Europeia dos países que tinham permanecido do outro lado, depois da segunda guerra mundial, constituem a melhor prova disto.

Congratulo-me com os polacos que, com o apoio da Igreja, tiveram a coragem de unir os espíritos, as ideias e as forças, uma vez que esta união tem produzido frutos até hoje em toda a Europa.

Formulo votos de coração, a fim de que tanto as famílias como os cidadãos individualmente possam alegrar-se não apenas pela liberdade, mas inclusive pelo bem-estar económico do país.

Peço-lhe que transmita a minha saudação às Autoridades da República, aos activistas do passado e do presente do Sindicato Independente "Solidarnosc", bem como aos outros participantes nas solenidades jubilares. A todos concedo a minha bênção:  em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Castel Gandolfo, 23 de Agosto de 2005.

 

PAPA BENTO XVI

 

© Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana

 

top