The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA BENTO XVI
POR OCASIÃO DO XX ANIVERSÁRIO
DO ENCONTRO NACIONAL ECLESIAL CUBANO

 

Ao Senhor Cardeal JAIME LUCAS ORTEGA Y ALAMINO
Arcebispo de São Cristóvão de Havana
e Presidente da Conferência dos Bispos Católicos de Cuba

Por ocasião da celebração do XX aniversário do Encontro Nacional Eclesial Cubano (ENEC), desejo enviar aos Bispos, assim como aos sacerdotes, pessoas consagradas e fiéis leigos dessa querida Nação, uma afectuosa saudação, fazendo-lhes presente também a minha proximidade espiritual para estimular as suas tarefas evangelizadoras.

A realidade humana está repleta de acontecimentos, os quais somos convidados a viver como salvíficos, pois o tempo e a história estão provados pela presença divina que estimula e fortalece. Por isso, ao reflectir neste aniversário sobre o que vivestes, deveis aproximar-vos desta realidade como caminho de promessas e de salvação, que deveis percorrer atenta e compassivamente, para descobrir nas experiências os sinais e os vestígios do Deus vivo que caminha convosco. Sim, que caminha com todos os que vivem nessa terra, crentes e não crentes, os próximos e os distantes, os que semeiam e os que dissipam, porque todos estão convidados para a festa da vida que o Pai nos oferece.

Em relação a isto, nesta reflexão de aniversário, seria bom recordar especialmente aquelas palavras que o meu predecessor, o Papa João Paulo II, pronunciou durante a sua visita a essa terra querida: "Cuba abra-se ao mundo e o mundo abra-se a Cuba", uma abertura que exige que primeiro se verifique o modo de abrir o coração e o entendimento às coisas de Deus; o modo de se abrir reciprocamente a quantos convivem, crendo e confiando uns nos outros, mesmo que seja diferente o modo de pensar ou a crença; e por fim, como abrir-se ao âmbito mundial, enfrentando ao mesmo tempo os desafios das suas possibilidades e das suas dificuldades.

Só fazendo-o a partir do olhar de Deus, um olhar amoroso, se poderá chegar à verdade de cada pessoa, de cada grupo e de quantos vivem na mesma terra. Muito ajudará neste caminho empreendido a experiência de cada cristão, no silêncio e na humildade do trabalho quotidiano, na fidelidade à fé professada, no anúncio implícito ou explícito do Evangelho. E muito ajudará também o profundo amor da maioria dos cubanos à Mãe da Caridade do Cobre, Padroeira dessa terra desde há muito tempo, que acompanha os seus habitantes com ternura de mãe.

Confio a ela os encontros que se centram no XX aniversário do ENEC, para que a sua proximidade estimule a esperança, e com a sua intercessão perante o seu Filho obtenha o dom do fortalecimento na fé para essa porção do Povo de Deus. Com estes sentimentos, concedo de coração a todos os participantes, assim como às diversas Comunidades eclesiais de Cuba, a Bênção Apostólica.

Vaticano, 2 de Fevereiro de 2006.

BENEDICTUS PP. XVI

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

top