The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA BENTO XVI
AO CARDEAL ANGELO SODANO
POR OCASIÃO DA CERIMÓNIA DE DESPEDIDA
DO CARGO DE SECRETÁRIO DE ESTADO

 

Ao venerado Irmão Senhor Cardeal ANGELO SODANO
Decano do Colégio Cardinalício

No mês de Setembro de 2002, ao aproximar-se do cumprimento do Seu 75º aniversário de nascimento, venerado e querido Irmão, o meu saudoso Predecessor, o Servo de Deus João Paulo II, pediu-lhe que continuasse no cargo de seu primeiro Colaborador, ao qual o chamara anteriormente como Pró-Secretário de Estado, a 1 de Dezembro de 1990, e sucessivamente, a 29 de Junho de 1991, como Secretário de Estado.

Quando o Senhor quis que coubesse a mim assumir o mandato de supremo Pastor do Povo de Deus, considerei ser oportuno pedir-lhe, Senhor Cardeal, que prosseguisse o cargo de me prestar a sua ajuda como meu directo Colaborador, partilhando as solicitudes quotidianas pelo governo da Igreja universal, e por isto o confirmei no cargo de Secretário de Estado, tarefa que Vossa Eminência cumpriu com generosa dedicação e competência até hoje. Como tive ocasião de comunicar a 24 de Junho passado, hoje, 15 de Setembro, sucede-lhe no mesmo cargo o Eminentíssimo Senhor Cardeal Tarcisio Bertone, até agora Arcebispo de Génova.

Numa circunstância tão significativa sinto a necessidade de lhe renovar o mais profundo agradecimento pela fidelidade, pela competência iluminada, pela dedicação e pelo amor com que trabalhou pelo bem da Igreja, ao lado dos diversos Sucessores do apóstolo Pedro. Penso nas várias etapas do longo e intenso serviço por Vossa Eminência prestado à Sé Apostólica desde 1961, sob o Pontificado do Beato João XXIII: primeiro nas Representações Pontifícias no Equador, no Uruguay e no Chile e, em seguida, no Pontifício Conselho para os Assuntos Públicos da Igreja. Por fim, tendo sido nomeado Núncio Apostólico no Chile, depois de anos de não fácil mas prudente e corajosa acção diplomática e pastoral naquela querida nação, Vossa Eminência foi chamado de novo para o Vaticano como Secretário do Conselho para os Assuntos Públicos da Igreja, que entretanto assumiu o nome de Secção para as Relações com os Estados da Secretaria de Estado. No final de 1990, com a elevação ao grau mais alto da Secretaria de Estado, a sua colaboração ao lado do meu inesquecível Predecessor tornou-se mais estreita e empenhativa por mais de três lustros até quando ele, o amado João Paulo II, nos deixou a 2 de Abril do ano passado. Sucessivamente, nestes primeiros meses de Pontificado, também eu pude apreciar pessoalmente os dotes do seu ânimo de Pastor totalmente dedicado ao serviço da Sé Apostólica.

Estou-lhe particularmente grato pela dedicação com a qual seguiu o trabalho quotidiano da Secretaria de Estado e das Representações Pontifícias nos vários países do mundo, assim como a solicitude demonstrada para com todo o pessoal.

No momento em que Vossa Eminência entrega ao Seu Sucessor esta responsabilidade, além de lhe expressar os meus gratos sentimentos, faço-me intérprete também dos sentimentos de todos os que ao longo dos anos o conheceram e admiraram o bom senso, a sabedoria prudente e o zelo denodado com que, sem poupar energias, desempenhou a sua missão, tendo em conta unicamente o bem supremo da Igreja. A Santa Sé continuará a beneficiar também no futuro do seu contributo, e disto também lhe estou grato, porque Vossa Eminência com igual entusiasmo e generosidade trabalhará no importante cargo de Decano do Colégio Cardinalício e como membro de diversos Dicastérios da Cúria Romana e do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano. O Senhor, a quem confio todos os desejos do seu ânimo sacerdotal, lhe seja de conforto e o ampare nos anos vindouros, dando-lhe saúde física e infundindo no seu coração alegria e serenidade. Vigie sobre Vossa Eminência de modo totalmente especial a Bem-Aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja e Rainha dos Anjos. Acompanhe-a também a constante certeza da minha estima e do meu afecto, enquanto, como votos de abundantes recompensas divinas e penhor da minha proximidade fraterna, lhe concedo de coração a Bênção Apostólica, que de bom grado faço extensiva a todo o pessoal da Secretaria de Estado e às outras pessoas que lhe são queridas.

Castel Gandolfo, 15 de Setembro de 2006, segundo ano do meu Pontificado.

PAPA BENTO XVI

 

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

top