The Holy See
back up
Search
riga

APRESENTAÇÃO DE BENTO XVI
AO LIVRO "L'ULTIMA VEGGENTE DI FATIMA"
DO CARDEAL TARCISIO BERTONE

 

Ao Senhor Cardeal TARCISIO BERTONE
Secretário de Estado

Nas páginas do livro "L'ultima veggente di Fatima" Vossa Eminência, Venerado Irmão, confia tantas recordações para que não permaneçam uma preciosa bagagem de emoções pessoais, mas, tratando-se de acontecimentos que marcaram a Igreja nos últimos anos do século XX, sejam entregues à memória colectiva como vestígios com significado na sua história secular.

Na realidade, o capítulo que trata a publicação da terceira parte do segredo de Fátima vivemo-lo juntos naquele memorável tempo que foi o Jubileu do ano 2000: eu, como Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, e Vossa Eminência, como Secretário da mesma Congregação. O grande Pontífice que me precedeu, João Paulo II, fecundo de inspirações proféticas e pessoalmente convicto de que a "mão materna" da Virgem tivesse desviado a bala que teria podido ser para ele fatal, viu que chegara o momento de desvendar o mistério que envolvia a última parte do segredo confiado pela Virgem aos três pastorinhos de Fátima. Disto foi encarregada a Congregação para a Doutrina da Fé, que conservava o precioso documento escrito pela Irmã Lúcia.

Foi um tempo de luz, não só porque a mensagem pôde assim ser conhecida por todos, mas também porque era revelada a verdade no quadro confundido das interpretações e especulações de tipo apocalíptico que circulavam na Igreja, gerando perturbação entre os fiéis em vez de os convidar à oração e à penitência. Por outro lado, contudo, podia-se verificar o confortador desenvolvimento da piedade mariana, autêntica fonte de vida cristã, à volta do imponente santuário que surgiu em Fátima, e em todas as partes do mundo onde a devoção à Virgem, sob a influência das aparições de Fátima, se radicava profundamente na fé do povo, convidando homens e mulheres a consagrarem-se ao Coração Imaculado de Maria.

Os diálogos entre a vidente, a última sobrevivente dos três pastorinhos, e Vossa Eminência, como Bispo enviado pelo Papa, não foram apenas uma importante averiguação da veridicidade dos factos, mas também a ocasião para conhecer a límpida transparência do ânimo da Irmã Lúcia, a inteligência do coração típica da sua feminilidade, transferida numa fé cristã robusta. Também através da experiência desta humilde irmã transparece o papel da Virgem Maria, que acompanha o cristão com mão materna nas asperezas da vida.

Eu mesmo me ocupei de redigir o comentário teológico da vicissitude, depois de ter rezado intensamente e meditado profundamente as palavras autênticas da terceira parte do segredo de Fátima, contidas nas folhas escritas pela Irmã Lúcia. Permaneceu-me impressa, como síntese e preciosa marca, a confortadora promessa da Virgem Santíssima: "O meu Coração Imaculado triunfará". Como escrevi: "O fiat de Maria, a palavra do seu coração, mudou a história do mundo, porque ela introduziu deste modo o Salvador porque graças a este "Sim" Deus podia tornar-se homem no nosso espaço e esta agora permanece para sempre". E ainda: "Desde quando o próprio Deus tem um coração humano e deste modo orientou a liberdade do homem para o bem, para Deus, a liberdade para o mal não tem a última palavra". A mensagem de Fátima é mais uma confirmação disto.

Invoco sobre quantos se aproximarão do testemunho oferecido com este livro a protecção da Virgem Santíssima de Fátima, e a Vossa Eminência, Senhor Cardeal, e ao Dr. Giuseppe De Carli, que partilhou a fadiga da redacção desta memória, concedo a Bênção Apostólica.

Vaticano, 22 de Fevereiro de 2007.

 

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

top