The Holy See
back up
Search
riga
CARTA DO PAPA BENTO XVI
AO CARDEAL LÓPEZ RODRÍGUEZ POR OCASIÃO
DA NOMEAÇÃO COMO ENVIADO ESPECIAL
ÀS CELEBRAÇÕES DO 3º CONGRESSO AMERICANO
MISSIONÁRIO (CAM 3) E DO 8º CONGRESSO MISSIONÁRIO
LATINO-AMERICANO (COMLA 8)

12-17 de Agosto de 2008 - Quito, Equador

Ao meu venerado Irmão
Cardeal Nicolás de Jesus López Rodríguez
Arcebispo de São Domingos

Tendo sido enviado pelo Pai, o Senhor Jesus enviou por sua vez os discípulos (cf. Jo 20, 21) para evangelizar todos os povos. Por isso, enquanto me alegro pelo renovado zelo missionário que se observa em diversas partes da Igreja, recentemente recebi a notícia do próximo acontecimento a ser celebrado na Igreja que está na América, nos meados do mês de Agosto em Quito, no Equador.

O nosso venerado Irmão, o Cardeal Antonio José González Zumárraga, Arcebispo Emérito de Quito e Presidente de honra da Conferência Episcopal do Equador, que preside à Comissão central para a celebração de tal acontecimento, pediu-me humildemente, em nome dos Pastores e dos fiéis de toda a América, que viajasse ao Equador, ou que pelo menos enviasse ao terceiro Congresso Americano Missionário e ao oitavo Congresso Missionário Latino-Americano, um Cardeal que pudesse dar testemunho da minha comunhão e benevolência.

Aprecio em grande medida esta sincera expressão de carinho, enquanto elogio a caridade ardente e a adesão de todo o povo equatoriano ao Sucessor de São Pedro. Dado que eu, pessoalmente, não posso empreender esta viagem, pensei em Vossa Eminência, venerado Irmão, a quem desejo confiar este singular legado. Sei muito bem que Vossa Eminência já cumpriu prudentemente outras missões semelhantes e, ao mesmo tempo, fomentou com assiduidade a nova evangelização entre os Pastores do continente americano. Por isso, nomeio-o meu Enviado Especial a este Congresso.

De 12 a 17 do próximo mês de Agosto Vossa Excelência será meu Representante neste Congresso, que se há-de celebrar na cidade de Quito, impelindo assim a tarefa missionária da Igreja que, "enviada por Cristo a manifestar e a comunicar a todos os homens e povos a caridade de Deus, [a Igreja] reconhece que ainda tem de levar a cabo uma ingente obra missionária" (Ad gentes, 10). Assim, pois, Vossa Eminência exortará a um renovado esforço a fim de conhecer profundamente a sublime doutrina cristã e a comunicá-la àqueles que ainda não receberam a esperança da salvação eterna, ou então que por diversos motivos já a perderam.

Quanto a mim, hei-de apoiar com as minhas orações esta missão tão importante e desde já confio-o encarecidamente, venerado Irmão, assim como os delegados aí congregados e todos os discípulos de nosso Senhor Jesus Cristo que vivem na América, à Virgem Maria Mãe de Deus, Padroeira do continente americano, e a Santa Maria Ana de Jesus de Paredes, flor excelsa da cidade de Quito.

Finalmente, concedo-lhe de modo copioso a minha Bênção apostólica, em primeiro lugar a Vossa Eminência e a todos aqueles para junto dos quais agora o envio, a fim de que lhes possa transmiti-la.

Vaticano, 2 de Junho de 2008, quarto ano do meu Pontificado.

BENEDICTVS PP. XVI

© Copyright 2008 - Libreria Editrice Vaticana

 

top