The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
AOS FUNCIONÁRIOS QUE RESTAURARAM
O APARTAMENTO PONTIFÍCIO

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2005

 

Queridos Colaboradores
e Colaboradoras

Infelizmente, os numerosos compromissos destes dias não me permitiram preparar um discurso digno do trabalho que realizastes. Peço desculpa. Posso apenas falar, como se diz, "de improviso".

Mas, as palavras brotam realmente do coração.

Não tenho muito a dizer. Apenas uma palavra. Contudo, com toda a minha convicção, esta palavra é um sentido "obrigado", que vem da profundidade do meu coração. Em menos de três meses, realizastes um trabalho imenso na restauração do meu apartamento. Estou convencido pois, mandei construir uma pequena casa para mim na Alemanha que noutro lugar esta obra teria durado pelo menos um ano ou, provavelmente, até mais. Assim, vi como e com que dedicação trabalhastes, com que competência, e com um tipo de colaboração entre os diversos serviços técnicos empenhados neste trabalho que só posso admirar, e que para mim é testemunho de um compromisso interior a trabalhar bem e a servir a Santa Sé e o Sucessor de Pedro. Dessa forma, realmente destes o exemplo de um trabalho responsável. Posso somente admirar tudo o que realizastes, como estes bonitos pavimentos. Depois, agrada-me de modo particular a minha nova biblioteca, com aquele tecto antigo. Para mim é como estar rodeado de amigos agora que chegaram as estantes com os livros. E o consultório médico, e todas as outras coisas que neste momento não posso enumerar. Vi também, embora eu tenha pouca competência na matéria, que naqueles três meses trabalhastes, diria quase dia e noite, com uma dedicação incrível. Posso garantir-vos a minha profunda gratidão e a minha oração.

Lembrei-me de que no Novo Testamento, como profissão do Senhor Jesus antes da sua missão pública, aparece a palavra "tecton", que geralmente nós traduzimos como "carpinteiro", porque então as casas eram substancialmente de madeira. Contudo, mais do que "carpinteiro", é um "artesão" que deve poder fazer tudo quanto é necessário para a construção de uma casa. Desse modo, neste sentido, sois "colegas" de nosso Senhor, realizastes exactamente o que Ele fazia, segundo a sua escolha, antes de anunciar ao mundo a sua grande missão. Dessa forma, o Senhor quis mostrar a nobreza deste trabalho. No mundo grego, somente o trabalho intelectual era considerado digno de um homem livre. O trabalho manual era deixado aos escravos. Totalmente diferente é a religião bíblica. Nela o Criador que segundo uma bonita imagem fez o homem com as próprias mãos aparece precisamente como o exemplo do homem que trabalha com as mãos e, assim fazendo, trabalha com o cérebro e com o coração. O homem imita o Criador para que este mundo, que nos foi dado por Ele, seja habitável. Isto aparece na narração bíblica desde o início. Enfim, de modo marcante, no facto de que Jesus era "tecton", "artesão", "trabalhador", acentua-se a nobreza e a grandeza deste trabalho.

Agora, na proximidade da festa do Natal, é o momento para dizer "obrigado" por tudo, pelo vosso trabalho que como vós destes tudo me encoraja a dar por minha vez, nesta hora avançada da minha vida, tudo o que posso dar.

Saúdo os vossos entes queridos e a todos vós concedo de coração a minha Bênção Apostólica!

 

© Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana

top