The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
AO SENHOR VLADO BUCHKOVSKI,
 PRIMEIRO-MINISTRO DA EX-REPÚBLICA
JUGOSLAVA DA MACEDÓNIA*  

Segunda-feira, 30 de Maio de 2005

 

Senhor Primeiro-Ministro
Senhoras e Senhores

É com grande alegria que vos saúdo, por ocasião da festa dos Santos Cirilo e Metódio, e que vos exprimo o meu agradecimento por esta agradável visita. Saúdo de maneira particular o Primeiro-Ministro e o seu Séquito. É com o mesmo afecto que dou as boas-vindas à Delegação eclesiástica. Aproveito com prazer esta oportunidade para transmitir os meus bons votos a todos os habitantes do seu amado país.

Quando recebi o novo Embaixador, há poucos dias, desejei reconhecer quão fortemente as tradições e a cultura do povo macedónio reflectem os valores que imbuem o espírito da Europa. Os Santos Irmãos Cirilo e Metódio, Apóstolos dos povos eslavos, contribuíram significativamente para a sua formação. A sua actividade humana e cristã deixou traços indeléveis na história do vosso país. A peregrinação que vós realizais todos os anos ao túmulo de São Cirilo oferece uma ocasião propícia para voltar às raízes da vossa história. Cirilo e Metódio, originários de Salonica, enviados em missão para junto dos povos eslavos pela Igreja de Bizâncio, lançaram os fundamentos de uma autêntica cultura cristã e, ao mesmo tempo, deram passos concretos em vista de criar condições para a paz entre todas as diversificadas populações. Os valores da paz e da fraternidade, que estes Santos Padroeiros da Europa juntamente com São Bento defenderam de maneira incansável, permanecem como elementos indispensáveis para a construção de comunidades de solidariedade, abertas ao progresso humano integral, no respeito pela dignidade de cada um e de todos os seres humanos.

Estou convicto de que o modo de dar vida a uma sociedade genuinamente atenta ao bem comum consiste em buscar no Evangelho as raízes dos valores conjuntos, como no-lo demonstra a experiência dos Santos Cirilo e Metódio. Este é o desejo ardente da Igreja Católica, que não tem outro interesse, a não ser o de propagar e dar testemunho das palavras de esperança e de amor de Jesus Cristo, palavras de vida que, ao longo dos séculos, inspiraram numerosos mártires e confessores da fé. Espero sinceramente que a vossa peregrinação hodierna contribua para conservar vibrantes em toda a Nação estes elevados ideais humanos e cristãos. Rezo também para que o vosso país se abra com confiança à Europa, contribuindo assim de maneira significativa para edificar o seu futuro, inspirando-se nos vossos valores religiosos e na vossa herança cultural.

Gostaria de acrescentar a certeza das minhas preces pelo querido povo macedónio, a fim de que ele possa progredir rumo a um futuro de esperança cada vez mais firme, assistido por todos os elementos da sociedade civil e religiosa. Por isso, invoco as bênçãos celestiais dos Santos Cirilo e Metódio. Que Deus abençoe e proteja sempre o vosso país e todo o seu povo.


*L'Osservatore Romano. Edição semanal em português n. 22 p. 6.

 

Copyright © Libreria Editrice Vaticana

 

top