The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
AOS JOVENS DA ACÇÃO CATÓLICA ITALIANA
RECEBIDOS NA SALA DO CONSISTÓRIO

Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

 

Queridos jovens
da Acção Católica Italiana!

Também este ano quisestes visitar o Papa, na imediata proximidade do Santo Natal. Acolho-vos com afecto e agradeço-vos de coração a vossa presença, portadora como sempre de alegria e de entusiasmo. Em vós, saúdo todos os jovens da ACR (Acção Católica Jovens), espalhados nas dioceses italianas e que vós representais aqui. Saúdo de coração o vosso Assistente-Geral, D. Francesco Lambiasi, e o Presidente, Prof. Luigi Alici, juntamente com todos os vossos educadores.

Dissestes-me que neste ano o vosso caminho formativo percorre a via da beleza na busca da verdade. Por isso, escolhestes um slogan simples e eficaz: "Bello, vero!" [Bonito, é verdade?]. O Natal é o grande mistério da Verdade e da Beleza de Deus que vem no meio de nós para a salvação de todos. O nascimento de Jesus não é uma fábula: é uma história que aconteceu realmente em Belém há dois mil anos. A fé faz-nos reconhecer naquele pequeno Menino, nascido da Virgem Maria, o verdadeiro Filho de Deus, que por amor a nós se fez homem. "Rei do céu, nasce numa gruta com o frio e o gelo", assim narra o hino natalício "Tu desces das estrelas", conhecido no mundo inteiro.

No rosto do pequeno Jesus contemplamos o rosto de Deus que não se revela na força ou no poder, mas na fragilidade e na débil constituição de um menino. Este "Menino divino", envolvido em faixas e colocado na manjedoura com materna atenção da Mãe, Maria, revela toda a bondade e a infinita beleza de Deus. Mostra a fidelidade e a ternura do amor infinito com o qual Deus circunda cada um de nós. Por isso festejamos o Natal, ao reviver a mesma experiência dos pastores de Belém. Juntamente com tantos pais e mães que se empenham todos os dias, ao enfrentar contínuos sacrifícios, juntamente com os pequenos, os doentes, os pobres, façamos festa porque com o nascimento de Jesus, o Pai celeste respondeu ao desejo de verdade, de perdão e de paz do nosso coração. E respondeu com um amor tão grande que nos surpreende: ninguém jamais teria podido imaginá-lo, se Jesus não no-lo tivesse revelado!

A admiração que experimentamos diante do encanto do Natal reflecte-se de qualquer modo na maravilha de todos os nascimentos e convida-nos a reconhecer o Menino Jesus em todas as crianças, que são a alegria da Igreja e a esperança do mundo. O Recém-nascido que vem ao mundo em Belém é o mesmo Jesus que caminhava pelas estradas da Galileia e que doou a vida por nós sobre a Cruz; é o mesmo Jesus que ressuscitou e, após a sua ascensão ao Céu, continua a guiar a sua Igreja com a força do seu Espírito. Esta é a verdade bonita e grande da nossa fé cristã!

Queridos jovens da ACR! O Papa vos quer bem, confia em vós e vos confia hoje a tarefa de ser amigos e testemunhas de Jesus, que veio no meio de nós em Belém. Porventura não é bonito fazê-lo conhecer cada vez mais entre os vossos amigos, nas cidades, nas paróquias e nas vossas famílias? A Igreja tem necessidade de vós para estar próxima de todas as crianças e jovens que vivem na Itália. Testemunhai que Jesus nada subtrai da vossa alegria, mas torna-vos mais humanos, mais verdadeiros, mais bonitos. Obrigado de novo pela vossa visita. Abençoo-vos com afecto, juntamente com as vossas pessoas queridas, os educadores, os assistentes e com todos os amigos da ACR.

Bom Natal!

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

top