The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA DO PAPA BENTO XVI À POLÓNIA

DISCURSO DO SANTO PADRE
NA CERIMÓNIA DE DESPEDIDA
NO AEROPORTO "JOÃO PAULO II"

Cracóvia, 28 de Maio de 2006

Senhor Presidente da República da Polónia
Senhor Cardeal, Arcebispo Metropolitano de Cracóvia
Dilectos irmãos e irmãs!

Chegou o momento de me despedir da Polónia. Durante quatro dias percorri como peregrino a vossa terra, visitando lugares particularmente importantes para a vossa identidade histórica e espiritual. Varsóvia, Jasna Góra, Cracóvia, Wadowice, Kalwaria Zebrzydowska, Lagiewniki, Oswiecim quantas lembranças evocam estes nomes! Que riqueza de significado tem eles para os Polacos!

Quando há quatro anos, ao despedir-se da sua Pátria pela última vez, o meu amado Predecessor João Paulo II exortou a Nação polaca a deixar-se guiar sempre pelos sentimentos de misericórdia, de solidariedade fraterna e de dedicação ao bem comum, expressou a firme confiança de que dessa forma ela não teria encontrado somente uma colocação apropriada na Europa Unida, mas também teria enriquecido este continente e o mundo inteiro com a sua tradição. Hoje, enquanto a vossa presença na família dos Estados da Europa está a consolidar-se cada vez mais, desejo de todo o coração repetir aquelas palavras de esperança. Exorto-vos a permanecer guardiães fiéis dos valores cristãos e a transmiti-los às futuras gerações.

Estimados Polacos! Gostaria de confidenciar-vos que esta peregrinação, durante a qual visitei lugares particularmente queridos ao grande João Paulo II, me aproximou ainda mais de vós, seus compatriotas. Agradeço-vos a oração com a qual me circundastes desde o momento da minha eleição. Durante os encontros convosco, nas audiências no Vaticano, muitas vezes percebi este vínculo de intensa oração e de simpatia espontânea. Peço-vos que continueis a recordar-me nas vossas orações, rogando ao Senhor para que aumente as minhas forças no serviço à Igreja universal.

Agradeço ao Senhor Presidente da República da Polónia e ao Episcopado pelo convite. Estou grato ao Senhor Primeiro-Ministro pela frutuosa colaboração do Governo com os representantes da Igreja na preparação desta visita. Exprimo a minha gratidão às autoridades de todos os graus pelo empenho, demonstrado já antes do início da minha visita e durante a sua realização. Agradeço aos representantes dos mass media a fadiga enfrentada ao transmitirem amplas informações sobre esta peregrinação. Dirijo as minhas expressões de reconhecimento e de agradecimento também aos serviços de ordem, ao exército, à polícia, aos bombeiros, ao serviço médico e a todos os que contribuíram para tornar esplêndido este encontro do Papa com a Polónia e comos seus habitantes.

Gostaria de concluir esta visita com as palavras do Apóstolo Paulo, as quais acompanharam a minha peregrinação na terra polaca: "Estai vigilantes, permanecei firmes na fé, sede corajosos e fortes. Que, entre vós, tudo se faça com amor" (1 Cor 16, 13-14). A todos a minha Bênção!

 

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

top