The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
A UMA DELEGAÇÃO DA «ANTI-DEFAMATION LEAGUE»

Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

 

Queridos amigos

É com prazer que recebo no Vaticano a Delegação da Liga Antidifamação. Em muitas ocasiões vós visitastes o meu Predecessor Papa João Paulo II, e estou feliz por dar continuidade aos encontros com os grupos representativos do povo judeu.

No nosso mundo contemporâneo, os líderes religiosos, políticos, académicos e económicos estão a ser seriamente desafiados a melhorar o nível do diálogo entre os povos e entre as culturas. Para realizar isto de maneira eficaz, é necessário o aprofundamento da nossa compreensão recíproca e uma dedicação conjunta à construção de uma sociedade de justiça e paz cada vez maiores. Temos necessidade de nos conhecermos melhor uns aos outros e, fortalecidos por esta descoberta mútua, edificar relacionamentos não apenas de tolerância, mas também de respeito legítimo. Com efeito, judeus, cristãos e muçulmanos compartilham muitas convicções comuns, e existem numerosas áreas de compromisso humanitário e social, em que podemos e devemos cooperar.

A Declaração Nostra aetate, do Concílio Vaticano II, recorda-nos que as raízes judaicas da Cristandade nos obrigam a ultrapassar os conflitos do passado e a tecer novos laços de amizade e de colaboração. Ela afirma, de modo particular, que a Igreja deplora todas as formas de ódio ou perseguição contra os judeus e todas as manifestações de anti-semitismo, em qualquer época, e de qualquer fonte que tais gestos provenham (cf. n. 4). As quatro décadas passadas desde a Declaração trouxeram muitos resultados positivos e foram também testemunhas de alguns dos primeiros passos, talvez ainda muito incertos, rumo a um diálogo aberto sobre temas religiosos. É precisamente neste plano de intercâmbio e diálogo sinceros que encontraremos o fundamento e a motivação para um relacionamento sólido e fecundo.

O nosso eterno Pai celestial abençoe todos os esforços em vista de eliminar deste mundo qualquer utilização imprópria da religião, como pretexto para o ódio ou a violência. Que Ele abençoe todos vós, as vossas famílias e as vossas comunidades.

 

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

 

top