The Holy See
back up
Search
riga
DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
AOS PARTICIPANTES NA "MISSÃO JOVEM"
PROMOVIDA PELAS DIOCESES DA PROVÍNCIA
ECLESIÁSTICA DE MADRID

Palácio Pontifício de Castel Gandolfo, 9 de Agosto de 2007

 

Queridos irmãos e irmãs
Queridos jovens espanhóis!

É com prazer que vos recebo hoje, queridos jovens que participastes na "Missão Jovem" da Arquidiocese de Madrid e das dioceses dessa Província Eclesiástica. Viestes acompanhados pelo Senhor Cardeal Antonio María Rouco Varela, Arcebispo de Madrid, ao qual agradeço as amáveis palavras que me dirigiu em nome dos seus Bispos Auxiliares e dos Bispos de Getafe e de Alcalá de Henares e, naturalmente, de todos vós. Quisestes manifestar o vosso afecto ao Papa, Sucessor do Apóstolo Pedro, assim como o vosso compromisso de entrega e serviço à Igreja de Jesus Cristo.

Dou-vos as minhas cordiais boas-vindas e agradeço-vos a vossa presença aqui, em tão grande número, e de modo especial tudo o que fazeis como fruto dessa intensa experiência eclesial e de fé que vivestes.

Alguns de vós destes há pouco um expressivo testemunho dela, que ouvi com atenção. Apreciei a intensidade com que foi vivida a condição de missionário e as cores que adquirem certas facetas da vida quando se decide anunciar Cristo: o entusiasmo de se expor e verificar com surpresa que, contrariamente ao que muitos pensam, o Evangelho atrai profundamente os jovens; descobrir em toda a sua amplidão o sentido eclesial da vida cristã; a delicadeza e a beleza de um amor e de uma família vivida diante dos olhos de Deus, ou a descoberta de uma chamada inesperada a servi-lo totalmente consagrando-se ao ministério sacerdotal.

Visitando os lugares onde Pedro e Paulo anunciaram o Evangelho, onde deram a sua vida pelo Senhor e onde muitos outros foram também perseguidos e martirizados no alvorecer da Igreja, podeis compreender melhor por que a fé em Jesus Cristo, abrindo horizontes para uma vida nova, de autêntica liberdade e de uma esperança sem limites, necessita da missão, o impulso que nasce de um coração entregue generosamente a Deus e do testemunho corajoso d'Aquele que é o Caminho, a Verdade e a Vida. Aconteceu assim aqui, em Roma, há muitos séculos, num ambiente que desconhecia Cristo, único Salvador do género humano e do mundo; aconteceu sempre assim, e também hoje se verifica o mesmo, quando ao vosso redor vedes muitos que o esqueceram ou que se afastam d'Ele, cegos por tantos sonhos passageiros que prometem muito mas que deixam o coração vazio.

Animo-vos a perseverar no caminho empreendido, deixando-vos guiar pelos vossos Pastores, colaborando com eles na tarefa entusiasmante de fazer chegar aos vossos coetâneos a ventura indescritível de saber que se é amado por Deus, o único amor que nunca falha nem termina. Não deixeis de cultivar vós mesmos o encontro pessoal com Cristo, de o ter sempre no centro do vosso coração, porque assim toda a vossa vida se convertirá em missão; deixareis transparecer Cristo que vive em vós.

Sendo jovens, estais para decidir o vosso futuro. Fazei-o à luz de Cristo, perguntai-lhe: que queres de mim?, e segui a vereda que Ele vos indicar com generosidade e confiança, sabendo que, como baptizados, todos sem distinções estamos chamados à santidade e a ser membros vivos da Igreja em qualquer forma de vida que nos corresponda.

A Virgem Maria, Rainha dos Apóstolos e Mãe da Igreja, foi apresentada pelo Concílio Vaticano II como "exemplo daquele amor de mãe que deve animar quantos colaboram na missão apostólica da Igreja para encaminhar os homens numa vida nova" (Lumen gentium, 65). Que a sua intercessão materna vos acompanhe e faça com que sejais fiéis aos compromissos que, dóceis ao Espírito Santo, assumistes para glória de Deus e para o bem dos vossos irmãos. Sirva-vos também de ajuda a Bênção Apostólica que vos concedo com afecto.

Muito obrigado pela vossa visita.

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

top