The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA
AOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
E VISITA À SEDE DA ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

CERIMÓNIA DE DESPEDIDA

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI

Aeroporto Internacional J. F. Kennedy, Nova Iorque
Domingo, 20 de Abril de 2008

 

Senhor Vice-Presidente
Ilustres Autoridades
Amados Irmãos no Episcopado
Queridos Irmãos e Irmãs

Chegou o momento de despedir-me do vosso país. Os dias que passei nos Estados Unidos foram ricos de inúmeras e memoráveis experiências do sentido de hospitalidade dos Americanos. Desejo expressar a todos vós a minha profunda gratidão pelo gentil acolhimento. Para mim foi uma alegria ser testemunha da fé e da devoção da comunidade católica nesta Nação. Foi encorajador encontrar os líderes e os representantes das outras comunidades cristãs e das outras religiões, e por isso vos renovo a garantia da minha consideração e estima. Estou agradecido ao Presidente Bush por ter vindo saudar-me no início da minha visita, e agradeço ao Vice-Presidente Cheney a sua presença aqui no momento da minha despedida. As autoridades civis, os adidos e os voluntários em Washington e em Nova Iorque sacrificaram generosamente tempo e energia a fim de garantir o tranquilo desenvolvimento da minha visita em cada sua fase, e portanto, exprimo o meu mais profundo agradecimento aos Presidentes das Câmaras Municipias de Washington, Adrian Fenty, e de Nova Iorque, Michael Bloomberg.

Renovo os meus votos e a minha oração aos representantes das Sedes de Baltimore, a primeira Arquidiocese, e as de Nova Iorque, Boston, Filadélfia e Louisville, neste ano jubilar. Possa o Senhor continuar a conceder-vos bênçãos nos anos vindouros. A todos os meus irmãos no Episcopado, a D. DiMarzio, Bispo de Brookling, aos oficiais e ao pessoal da Conferência Episcopal que contribuíram de muitos modos para a preparação desta viagem, renovo o meu reconhecimento pelo laborioso empenho e dedicação. Com grande afecto saúdo mais uma vez os sacerdotes e os religiosos, os diáconos, os seminaristas e os jovens, e todos os fiéis dos Estados Unidos, e encorajo-vos a perseverar num jubiloso testemunho de Cristo, nossa esperança, nosso Senhor e Salvador Ressuscitado, que renova todas as coisas e nos doa a vida em abundância.
Um dos momentos mais significativos da minha visita foi a oportunidade de dirigir um discurso à Assembleia das Nações Unidas. Agradeço ao Secretário-Geral Ban Ki-moon o seu gentil convite e acolhimento. Ao olhar para os sessenta anos transcorridos pela Declaração Universal dos Direitos do Homem, agradeço tudo o que a Organização conseguiu realizar a fim de defender e promover os direitos fundamentais de cada homem, mulher e criança em todas as partes do mundo, e encorajo todos os homens de boa vontade a continuar a empenhar-se incansavelmente para promover a justa e pacífica coexistência entre os povos e as nações.

A visita que realizei hoje de manhã ao Ground Zero permanecerá profundamente gravada na minha memória, e continuarei a rezar por quantos morreram e pelos que sofrem as consequências da tragédia ocorrida em 2001. Rezo por todos nos Estados Unidos, e também no mundo inteiro, a fim de que o futuro traga maior fraternidade e solidariedade, um maior respeito recíproco e uma renovada confiança e confidência em Deus, nosso Pai que está nos céus.

Com estas expressões de despedida, peço-vos que vos recordeis de mim nas vossas orações, enquanto vos garanto o meu afecto e a minha amizade no Senhor. Deus abençoe a América!

 

© Copyright 2008 - Libreria Editrice Vaticana

 

top