The Holy See
back up
Search
riga
CELEBRAÇÃO ECUMÉNICA PRESIDIDA PELO PAPA BENTO XVI
E SUA SANTIDADE ARAM I, CATHOLICOS DA CILÍCIA DOS ARMÉNIOS

PALAVRAS DO PAPA BENTO XVI

Capela "Redemptoris Mater" - Palácio Apostólico Vaticano
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Santidade

É com afecto sincero no Senhor que o saúdo, bem como os ilustres membros da sua delegação, por ocasião da sua visita à Igreja de Roma. O nosso encontro hodierno está em continuidade com a visita que Vossa Santidade realizou ao meu amado predecessor, Papa João Paulo II, em Janeiro de 1997, e com os numerosos outros contactos e visitas mútuas que, graças a Deus, nos últimos anos levaram a relações mais estreitas entre a Igreja católica e a Igreja apostólica arménia.

Neste Ano de São Paulo, Vossa Santidade visitará o túmulo do Apóstolo das Nações e rezará em companhia da comunidade monástica na Basílica erigida em sua memória. Em tal oração, unir-se-á à grande plêiade de santos e mártires, mestres e teólogos arménios, cujo legado de saber, de santidade e de conquistas missionárias constitui uma parte do património da Igreja inteira. Pensamos em São Nerses Shnorkhali e em São Nerses de Lambon que, como Bispo de Tarso, era conhecido como "o segundo Paulo de Tarso". Este testemunho culminou no século XX, que se demonstrou como um período de sofrimento inaudito para o seu povo. A fé e a devoção do povo arménio foram constantemente sustentadas pela memória dos numerosos mártires que deram testemunho do evangelho ao longo dos séculos. Que a graça de tal testemunho continue a forjar a cultura da sua nação e a inspirar nos seguidores de Cristo uma confiança cada vez maior no poder salvífico e vivificador da Cruz.

Desde há muito tempo a Sede da Cilícia tem participado nos animadores contactos ecuménicos positivos entre as Igrejas. Com efeito, o diálogo entre as Igrejas orientais ortodoxas e a Igreja católica beneficiou de maneira significativa da presença dos Delegados arménios. Temos que estar convictos de que este diálogo há-de continuar a progredir, uma vez que ele promete esclarecer as questões teológicas que nos dividiram no passado, mas que agora parecem abertas a um maior consenso. Estou persuadido de que o presente trabalho da Comissão internacional dedicado ao tema: "A natureza, a constituição e a missão da Igreja" há-de permitir que muitas questões específicas do nosso diálogo teológico encontrem o seu próprio contexto e resolução.

Certamente, o aumento da compreensão, do respeito e da cooperação que derivou do diálogo ecuménico é muito promissor para a proclamação do Evangelho na nossa época. No mundo inteiro, os arménios vivem juntamente com os fiéis da Igreja católica. Uma maior compreensão e apreço da tradição apostólica que nós compartilhamos contribuirá para um testemunho comum cada vez mais eficaz dos valores espirituais e morais, sem os quais não pode existir uma ordem social verdadeiramente justa e humana. Por este motivo, estou convicto de que se hão-de encontrar instrumentos novos e práticos para dar expressão das declarações conjuntas que já assinamos.

Santidade, não posso deixar de lhe garantir as minhas orações quotidianas e a minha profunda solicitude pelo povo do Líbano e do Médio Oriente. Como podemos deixar de nos entristecer pelas tensões e pelos conflitos que continuam a frustrar todos os esforços em vista de promover a reconciliação e a paz a todos os níveis da vida civil e política na região? Mais recentemente, todos nós ficamos amargurados pela intensificação da perseguição e da violência contra os cristãos nalgumas regiões do Médio Oriente e alhures. Somente quando os países envolvidos puderem determinar o próprio destino, e quando os vários grupos étnicos e comunidades religiosas se aceitarem e respeitarem plenamente uns aos outros, a paz será edificada sobre os sólidos fundamentos da solidariedade, da justiça e do respeito pelos direitos legítimos dos indivíduos e dos povos.

É com estes sentimentos e com afecto no Senhor que lhe agradeço a sua visita, enquanto manifesto a minha esperança por que estes dias passados em Roma sejam uma fonte de numerosas graças para Vossa Santidade e para todos aqueles que são confiados aos seus cuidados pastorais. Sobre Vossa Santidade e sobre todos os fiéis da Igreja apostólica arménia, invoco a abundância da alegria e da paz no Senhor.

© Copyright 2008 - Libreria Editrice Vaticana

top