The Holy See
back up
Search
riga
DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
A UM GRUPO DE CAVALEIROS DE COLOMBO

 Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

 

Queridos amigos

É-me grato dar-vos as boas-vindas, membros do Conselho administrativo dos Cavaleiros de Colombo, acompanhados pelas vossas famílias, na circunstância da vossa peregrinação a Roma durante o Ano paulino. Oro a fim de que a vossa visita aos túmulos dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo vos confirme na fé dos Apóstolos e encha os vossos corações de gratidão pela dádiva da nossa redenção em Cristo.

No início da Carta aos Romanos, São Paulo recorda aos seus ouvintes que eles "são chamados à santidade" (Rm 1, 7). Durante a minha recente Visita Pastoral aos Estados Unidos, desejei encorajar os leigos, sobretudo a comprometer-se com novo vigor a crescer na santidade e a participar de forma activa na missão da Igreja. Esta foi a visão que inspirou a fundação dos Cavaleiros de Colombo como associação fraterna de leigos cristãos, e que continua a encontrar uma expressão privilegiada nas obras caritativas da vossa Ordem e na vossa solidariedade concreta para com o Sucessor de Pedro, no seu ministério em benefício da Igreja universal. Esta solidariedade manifesta-se de maneira particular através do Fundo Vicarius Christi, que os Cavaleiros colocaram à disposição da Santa Sé, para as necessidades do Povo de Deus no mundo inteiro. E manifesta-se também mediante as orações e os sacrifícios quotidianos de numerosos Cavaleiros nos seus Concílios, nas paróquias e nas comunidades locais. Estou-vos profundamente agradecido por tudo isso.

Caros amigos, no espírito do vosso fundador, o Venerável Michael McGivney, que os Cavaleiros de Colombo descubram formas sempre novas de ser fermento do Evangelho no mundo e vigor para a renovação da Igreja em termos de santidade e de zelo apostólico. A este propósito, exprimo o meu apreço pelos vossos esforços em vista de oferecer uma sólida formação na fé aos jovens, e de defender as verdades morais necessárias para uma sociedade livre e humana, inclusive o direito fundamental à vida de cada ser humano.

Dilectos amigos, é com estes sentimentos que vos asseguro a minha especial recordação nas minhas preces. A todos os Cavaleiros e às suas famílias, concedo cordialmente a minha Bênção apostólica, como penhor de alegria e paz duradouras em nosso Senhor Jesus Cristo.

 

© Copyright 2008 - Libreria Editrice Vaticana

 

top