The Holy See
back up
Search
riga
SAUDAÇÃO DO PAPA BENTO XVI
 À DELEGAÇÃO VINDA DE MADRID
PARA RECEBER A CRUZ
DAS JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE

Sala Paulo VI
Segunda-feira, 6 de Abril de 2009

 

Queridos amigos!

É para mim um grande prazer receber nesta audiência um grupo tão numeroso, que veio de Madrid e de Espanha para receber a Cruz dos jovens que percorrerá diversas cidades até à Jornada Mundial da Juventude, em Madrid no ano de 2011. Saúdo cordialmente o Senhor Arcebispo de Madrid, Cardeal António Maria Rouco Varela, que preside a esta peregrinação, o coordenador-geral da Jornada, o seu Bispo Auxiliar, D. César Augusto Franco Martínez, e os demais bispos, sacerdotes e catequistas que quiseram estar aqui. Saúdo-vos com afecto especialmente a vós, queridos jovens que, ao receber a Cruz, confessais a vossa fé n'Aquele que vos ama infinitamente, o Senhor Jesus, cujo mistério pascal celebraremos nestes dias santos. Como disse noutra ocasião, "a fé, a seu modo, precisa de ver e tocar. O encontro com a cruz, que se toca e se leva, transforma-se num encontro interior com Aquele que na cruz morreu por nós. O encontro com a cruz suscita no mais íntimo dos jovens a recordação de Deus que quis fazer-se homem e sofrer connosco" (Aos membros da Cúria romana, 22 de Dezembro de 2008). Alegra-me saber que esta cruz que recebestes a levareis em procissão na Sexta-Feira Santa pelas ruas de Madrid para que seja aclamada e venerada.

Animo-vos, portanto, a descobrir na Cruz a medida infinita do amor de Cristo, para assim poder decidir, como São Paulo:  "eu vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou a si mesmo por mim" (Gl 2, 20). Sim, queridos jovens, Cristo entregou-se por cada um de vós e ama-vos de modo único e pessoal. Respondei ao amor de Cristo oferecendo-lhe a vossa vida com amor. Deste modo, a preparação da Jornada Mundial da Juventude, cujos trabalhos iniciastes com muito entusiasmo e abnegação, serão recompensados com o fruto que estas Jornadas se propõem alcançar:  renovar e fortalecer a experiência do encontro com Cristo morto e ressuscitado por nós.

Caminhai nas pegadas de Cristo, Ele é a vossa meta, o vosso caminho e também o vosso prémio. No lema que escolhi para a Jornada de Madrid, o Apóstolo Paulo convida a caminhar, "arraigados nele... e apoiados na fé" (Cl 2, 7). A vida é um caminho, sem dúvida. Não é um caminho incerto e sem destino fixo, mas conduz a Cristo, meta da vida humana e da história. Por este caminho chegareis a encontrar-vos com Aquele que, entregando a sua vida por amor, vos abre as portas da vida eterna. Convido-vos portanto a formar-vos na fé que dá sentido à vossa vida e a fortalecer as vossas convicções, para assim poder permanecer firmes nas dificuldades de cada dia. Além disso, exorto-vos a que, no caminho para Cristo, saibais atrair a vós jovens amigos, companheiros de estudo e de trabalho, para que também eles o conheçam e o confessem como Senhor das suas vidas. Para isso, deixai que a força do Alto que está dentro de vós, o Espírito Santo, se manifeste com a sua atracção imensa. Os jovens de hoje precisam de descobrir a vida nova que vem de Deus, de se saciar com a verdade que tem a sua fonte em Cristo morto e ressuscitado e que a Igreja recebeu como um tesouro para todos os homens.

Queridos jovens, este tempo de preparação para a Jornada Mundial é uma ocasião extraordinária para experimentar também a graça de pertencer à Igreja, Corpo de Cristo. As Jornadas Mundiais manifestam o dinamismo da Igreja e a sua eterna juventude. Quem ama Cristo, ama a Igreja com a mesma paixão, porque ela nos permite viver em estreita relação com o Senhor. Por isso, cultivai as iniciativas que permitam que os jovens se sintam membros da Igreja, em plena comunhão com os seus pastores e com o Sucessor de Pedro. Orai em comum, abrindo as portas das vossas paróquias, associações e movimentos para que todos possam sentir-se na Igreja como na sua própria casa, na qual são amados com o mesmo amor de Deus. Celebrai e vivei a vossa fé com imensa alegria, que é dom do Espírito. Assim, os vossos corações e os dos vossos amigos preparar-se-ão para celebrar a grande festa que é a Jornada da Juventude e todos experimentaremos uma nova epifania da juventude da Igreja.

Nestes dias grandiosos da Semana Santa, que iniciamos ontem, estimulo-vos a contemplar Cristo nos mistérios da sua paixão, morte e ressurreição. Neles descobrireis o que supera qualquer sabedoria e conhecimento, ou seja, o amor de Deus manifestado em Cristo. Aprendei d'Ele, que não veio "para ser servido mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Mc 10, 45). É este o estilo do amor de Cristo, marcado com o sinal da cruz gloriosa, na qual Cristo é exaltado, à vista de todos, com o coração aberto, para que o mundo possa contemplar e ver, através da sua humanidade perfeita, o amor que nos salva. A cruz transforma-se assim no próprio sinal da vida, porque nela Cristo vence o pecado e a morte através da entrega total de si mesmo. Por isso, devemos abraçar e adorar a cruz do Senhor, fazê-la nossa, aceitar o seu peso como o Cireneu para participar na única realidade que pode redimir toda a humanidade (cf. Cl 1, 24). No baptismo fostes marcados com a cruz de Cristo e pertenceis-lhe totalmente. Tornai-vos cada vez mais dignos dela e nunca vos envergonheis deste sinal supremo do amor.

Com esta atitude profundamente cristã, levareis em frente os trabalhos de preparação para a Jornada Mundial da Juventude com sucesso e fecundidade porque, segundo quanto diz São Paulo, tudo podemos n'Aquele que nos dá a força (cf. Fl 4, 13). E em Cristo crucificado foram-nos manifestadas a força e a sabedoria de Deus (cf. 1 Cor 1, 14). Deixai-vos arrebatar por esta força e sabedoria, comunicai-as aos outros e, sob a protecção da Santíssima Virgem Maria, preparai com dedicação e alegria a Jornada que fará de Madrid um lugar radiante de fé e de vida, onde os jovens de todo o mundo festejem Cristo com entusiasmo.

Levai a minha saudação afectuosa às vossas famílias e aos amigos e companheiros que não puderam vir hoje, os quais abençoo também de coração.

Felizes  festas  de  Páscoa. Muito obrigado.

 

© Copyright 2009 - Libreria Editrice Vaticana

 

top