The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
À DELEGAÇÃO DA UCRÂNIA QUE OFERECEU
A ÁRVORE DE NATAL PARA A PRAÇA DE SÃO PEDRO

Sala Clementina
Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

 

Дорогі брати й сестри! Я радий вас прийняти та до кожного з вас звернути своє щире вітання.

Prezados irmãos e irmãs!

Estou feliz por vos acolher e por dirigir a cada um de vós a minha cordial saudação.

Saúdo o Arcebispo-Mor de Kyiv-Halyč, Sua Beatitude Sviatoslav Schevchuk, o Arcebispo de Lviv dos Latinos, D. Mieczysław Mokrzycki e o Eparca de Mukachevo, D. Milan Šašik, juntamente com os demais Irmãos no Episcopado e no Presbiterado da Igreja greco-católica e da Igreja latina; estendo o meu pensamento carinhoso a todos os fiéis da Ucrânia, que aqui representais. Saúdo com deferência as Autoridades civis, em particular o Vice-Primeiro-Ministro, Sr. Kolesnikov Borys. Agradeço as amáveis palavras que ele me dirigiu e o dom da grande árvore de Natal que adorna a Praça de São Pedro, e também o ícone. Dirijo um pensamento especial aos ilustres representantes da Igreja ortodoxa, com o Arcebispo de Poltava e Myrhorod, manifestando o sincero apreço pelo significado da sua presença. Enfim, saúdo todos os Ucranianos, tanto aqueles que vivem na Pátria como os que estão espalhados pelo mundo e também quantos se encontram aqui em Roma.

Esta árvore permanecerá ao lado do presépio, em fase de construção, até ao final das festividades natalícias para ser admirado pelos habitantes de Roma e pelos peregrinos que chegam aqui de todas as partes do mundo. Símbolo significativo da Natividade de Cristo, porque com os seus ramos sempre verdes evoca o perdurar da vida, o pinheiro é também sinal da religiosidade popular da vossa terra e das raízes cristãs da vossa cultura. Faço votos a fim de que estas raízes possam fortalecer cada vez mais a vossa unidade nacional, favorecendo a promoção de valores autênticos e compartilhados. Ao longo dos séculos, o vosso País foi encruzilhada de diferentes culturas, ponto de encontro entre riquezas espirituais do Oriente e do Ocidente. Na adesão tenaz aos valores da fé, que ele possa continuar a responder a esta sua vocação peculiar.

Vós quisestes acompanhar este imponente pinheiro vermelho, com algumas árvores menores destinadas ao Palácio Apostólico e a outros ambientes do Vaticano. Estas plantas, juntamente com os hábitos tradicionais, com as músicas sugestivas e com os produtos locais, levarão Roma a conhecer os elementos típicos da vossa terra. Possa esta vossa peregrinação suscitar em toda a comunidade cristã ucraniana um renovado desejo de viver e testemunhar com alegria a fé e promover os valores da vida, da solidariedade e da paz, que o Natal de Cristo nos propõe todos os anos.

Neste tempo de Advento, a Igreja convida-nos a preparar-nos para o Nascimento do Salvador, intensificando o caminho espiritual e a relação com Cristo. A nossa época tem necessidade de cristãos santos, entusiastas da própria fé! A Virgem Maria é modelo e guia para nós: para compreendermos a vontade de Deus sobre a nossa vida e o sentido dos acontecimentos que dizem respeito ao Filho de Deus, Ela revela um singular olhar contemplativo: ouve, observa, olha, medita e reza. Como é necessário recuperar o gosto pela oração! Como devemos estar atentos a não nos deixar dominar pelos ritmos frenéticos da vida, que nos impedem de entrar em nós mesmos e de nos encontrarmos diante do mistério maravilhoso de Deus, que habita no nosso coração!

Amados amigos, a árvore e o presépio são elementos daquele clima típico do Natal, que pertence ao património espiritual das nossas comunidades; um clima permeado de religiosidade e de intimidade familiar, que devemos conservar também nas sociedades hodiernas, onde às vezes parecem prevalecer o consumismo e a busca dos bens materiais. O Natal é uma festa cristã, e os seus símbolos constituem referências importantes ao grandioso mistério da Encarnação e do Nascimento de Jesus, que a liturgia evoca constantemente. O Criador do universo, fazendo-se criança, veio ao meio de nós para compartilhar o nosso caminho; fez-se pequenino, a fim de entrar no coração do homem e, deste modo, para o renovar com o seu Amor. Predisponhamo-nos para O acolher com fé.

Renovo a minha profunda gratidão a todos vós, aos vossos colaboradores que permaneceram na Pátria e a quantos se prodigalizaram para transportar a árvore. Obrigado pela contribuição que cada um de vós ofereceu com grande generosidade. E aproveito esta ocasião propícia para vos transmitir os mais fervorosos bons votos para o próximo Natal e para as festividades natalícias. Asseguro uma recordação na oração por vós, pelas vossas famílias, pela Ucrânia e por todos os Ucranianos, enquanto vos concedo do íntimo do coração a Bênção Apostólica. Feliz Natal!

 

© Copyright 2011 - Libreria Editrice Vaticana

 

top