The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
 ÀS DELEGAÇÕES QUE PARTICIPARAM
 NO ENCONTRO DE ASSIS

Sala Clementina
Sexta-feira
, 28 de Outubro de 2011

 

Ilustres Hóspedes
Prezados Amigos

Dou-vos as boas-vindas esta manhã ao Palácio apostólico e agradeço-vos mais uma vez a vossa disponibilidade para participar no Dia de reflexão, diálogo e oração pela justiça e a paz no mundo, que teve lugar ontem em Assis, vinte e cinco anos depois daquele histórico primeiro encontro.

Num certo sentido, este encontro é representativo dos biliões de homens e de mulheres no nosso mundo inteiro, que estão concretamente comprometidos na promoção da justiça e da paz. É inclusive um sinal de amizade e de fraternidade, que floresceu como o fruto dos esforços realizados por tantos pioneiros desta forma de diálogo. Que esta amizade continue a crescer entre todos os seguidores das religiões do mundo e com os homens e as mulheres de boa vontade em toda a parte.

Estou grato aos meus irmãos e irmãs cristãos pela sua presença fraternal. Agradeço também aos representantes do povo judeu, que estão particularmente próximos de nós, assim como a todos vós, ilustres representantes das religiões do mundo inteiro. Estou consciente de que muitos de vós viestes de terras longínquas e empreendestes uma viagem difícil. Transmito a minha gratidão inclusive a quantos representam as pessoas de boa vontade que não seguem qualquer tradição religiosa, mas estão comprometidas na busca da verdade. Elas quiseram participar nesta peregrinação em nossa companhia, como um sinal do desejo de trabalhar em conjunto para a construção de um mundo melhor.

Olhando para atrás, podemos apreciar a clarividência do saudoso Papa João Paulo II na proclamação do primeiro encontro de Assis, e a necessidade constante de que homens e mulheres de diferentes religiões possam dar o testemunho conjunto de que a viagem do espírito é sempre um percurso de paz.

Encontros deste tipo são necessariamente extraordinários e raros, e no entanto constituem uma expressão viva de que todos os dias, de lés a lés do nosso mundo, pessoas de diferentes tradições religiosas vivem e trabalham juntas em harmonia. É certamente significativo para a causa da paz que tantos homens e mulheres, inspirados pelas suas mais profundas convicções, estejam comprometidos em trabalhar pelo bem da família humana.

Por isso, estou persuadido de que o encontro realizado ontem nos conferiu um sentido da genuinidade do nosso desejo de contribuir para o bem de todos os nossos semelhantes e de tudo o que devemos partilhar uns com os outros. Ao percorrer os nossos caminhos diversos, revigoremo-nos com esta experiência e, onde quer que nos encontremos, prossigamos fortalecidos a viagem que leva à verdade, a peregrinação que conduz à paz. Agradeço-vos a todos de coração!

 

© Copyright 2011 - Libreria Editrice Vaticana

      

top