The Holy See
back up
Search
riga

PAPA JOÃO PAULO II

ANGELUS

Festa da Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria
Castel Gandolfo, 15 de Agosto de 1980

 

1. Desejamos hoje acrescentar à nossa comum oração do Angelus o sentimento de veneração e de amor particulares para com Maria. E, de facto, a festa da sua Assunção ao céu. Aquela que concebeu no seu seio virginal e deu ao mundo o Filho de Deus, Verbo eterno, alcança hoje a perfeita glorificação da alma e do corpo junto da Santíssima Trindade. E os nossos corações, como sempre, também hoje, mas hoje mais do que nunca, dirigem-se a Ela com toda a simplicidade e confiança das crianças. Rejubilamos pela eterna glória da Mãe de Cristo e da nossa Mãe!

2. No Evangelho da solenidade hodierna vemos Maria quando, depois da anunciação cheia de Espírito Santo e cheia do Mistério realizado no seu seio por obra deste mesmo Espírito, entra na casa de Zacarias. Atravessa a soleira da casa de uma família que lhe está muito próxima por espírito e parentesco. E já na entrada recebe a saudação de Isabel que lhe exalta a fé: "Feliz de ti que acreditaste" (cf. Lc 1, 45). E saúda Maria com as mesmas palavras com que todos nós a saudamos constantemente, quando recitamos a "Ave Maria".

3. Maria atravessa a soleira de uma casa, entra no âmbito de uma família... Quanto nos associa, esta passagem, ao acontecimento para o qual se prepara o Episcopado do mundo inteiro em relação ao Sínodo dos Bispos deste ano!. O tema do Sínodo "As tarefas da família cristã no mundo contemporâneo" dirige a nossa atenção para todas as famílias que vivem no mundo de hoje, para as famílias às quais a Igreja é enviada e através das quais ela deseja realizar a sua missão. Pensamos nas grandes tarefas da família, ligadas à transmissão da vida e à grande obra da educação do homem novo. Pensamos nas alegrias, mas também nas fadigas deste amor, sobre o qual se constrói a vida dos cônjuges e das famílias. Pensamos também nos sofrimentos, nas crises, nos dramas que às vezes acompanham a vida familiar. Mediante o trabalho do Sínodo dos Bispos nós desejamos entrar no âmbito de tudo isto com todo o respeito, mas igualmente com a fé e o amor com os quais a Igreja rodeia a família cristã, construída sobre a base do sacramento do Matrimónio.

E, portanto, convidamos Maria a atravessar a soleira da casa de todas as famílias, tal como, outrora, atravessou a da casa de Zacarias. Pedimos-lhe que leve a todos a mesma mensagem de fé materna e de amor. Pedimos-lhe também que visite os trabalhos do Sínodo em preparação, cujos membros com os olhos fixos nela, tal como outrora Isabel, desejam repetir: Feliz de ti que acreditaste. O Sínodo, por sua vez, seguindo o exemplo desta Mãe, deseja deixar-se guiar pela fé e pelo amor para com todas as famílias, às quais dedicará proximamente o seu particular serviço.

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top