The Holy See
back up
Search
riga

PEREGRINAÇÃO APOSTÓLICA DO SANTO PADRE À ÁFRICA

PAPA JOÃO PAULO II

REGINA CAELI

Quinxassa, (Zaire) 4 de Maio de 1980

 

Caros Irmãos e Irmãs de Quinxássa, do Zaire e da África, presentes aqui ou a nós unidos pela rádio, convido-vos a fazer uma paragem ao meio deste esplêndido dia, para vos voltardes para a Virgem Maria, nossa mãe. É um belo costume, um costume antigo da Igreja católica, assinalar com uma paragem de oração, a manhã, o meio-dia ou a tarde repetindo a prece de saudação do Anjo Gabriel a Maria e a sua própria resposta, no Angelus, ou também, durante o tempo pascal, cantando o nosso louvor à Rainha do Céu, "Regina caeli".

O Filho de Deus nela se fez carne, é a Encarnação; e ressuscitou: eis os mistérios alegres e gloriosos que estão no centro da nossa fé. É preciso que os contemplemos sempre com Maria. Sim, é com Maria, Mãe de Jesus, que nos tornamos verdadeiros discípulos do seu Filho, como os Apóstolos em Caná. É com Maria que abrimos o próprio coração ao Espírito Santo, como os Apóstolos no Pentecostes. É com Maria, com esta Mãe, que recorremos à ternura paternal de Deus, em todas as nossas necessidades humanas e espirituais. Os Africanos compreendem muito bem, nas suas famílias, a missão da mulher, portadora de vida e guardiã do lar. Como gostaria, caros amigos, que tivésseis uma devoção espontânea e frequente a Maria, a mulher bendita entre todas as mulheres, a Mulher glorificada junto do Senhor Jesus, a Mãe que Deus nos dá!

Invocamo-la pelas grandes intenções da África. Para que Deus tenha sempre aqui o lugar que lhe é devido. Para que todo o homem seja respeitado na sua dignidade de homem e de filho de Deus. Para que os pobres, os doentes, os anciãos, os prisioneiros, os estrangeiros encontrem reconforto e esperança. Para que os povos africanos, que manifestam tão carinhosa hospitalidade, beneficiem da solidariedade respeitosa dos outros povos. Para que salvaguardem, purificando-os sem cessar, os verdadeiros valores da alma africana, e com eles enriqueçam o património da humanidade. Para que a paz reine nas nações e entre as nações. E que os responsáveis dos povos os guiem, em espírito de serviço, na justiça e com sabedoria.

Pedimos especialmente a Maria para que o Evangelho de Jesus seja sempre acolhido na África como luz e como salvação, pois ele é aos nossos olhos a luz e a salvação. Para que as comunidades cristãs cresçam e se consolidem na unidade e na santidade. Para que os leigos vivam conforme o seu baptismo. Para que Deus suscite numerosas vocações de sacerdotes, de Irmãos e de Irmãs, e os conduza à sua perfeição. E especialmente rezamos por estes novos bispos, sobre os quais impusemos as mãos para comunicar a plenitude dos dons do Espírito Santo. A eleição destes Pastores é um sinal da maturidade das vossas Igrejas. Eles vão agora unir-se aos seus Irmãos, aos meus Irmãos, para caminhar à frente do rebanho, como Jesus pediu aos Apóstolos, e muito especialmente a Pedro.

Vele Maria por estas Igrejas, pela única Igreja do seu Filho!

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top