The Holy See
back up
Search
riga

PAPA JOÃO PAULO II

ANGELUS

Castel Gandolfo
Quarta-feira, 16 de Setembro de 1981

 

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Quero saudar todos os presentes, reunidos para a recitação do Angelus Domini: faço-o com uma particular referência às festividades de 14 de Setembro, Exaltação da Santa Cruz, e de 15 do mesmo mês, Bem-aventurada Maria Virgem das Dores. Estas duas festas litúrgicas — mais propriamente, festa é a da Exaltação da Santa Cruz, sendo a celebração da Bem-aventurada Maria Virgem das Dores apenas uma memória — recordaram-nos o mistério da Redenção e levaram-nos a pensar na Cruz que exalta a pessoa humana, porque é um sinal do amor infinito manifestado nesta Cruz. E a Virgem das Dores, que se encontra tão junto da Cruz do seu Filho, introduz-nos neste mistério.

Quero também saudar todos os jovens e os rapazes das escolas superiores, das médias e das elementares, que nestes dias começam o seu ano escolar.

A todos desejo um ano escolar bom e frutuoso. Ao expressar estes votos, penso ao mesmo tempo também nos pais e nos professores porque, se muito depende dos alunos, este "muito" é, apesar disso, sempre mediante os pais e os professores. Bom trabalho!


Saudação

Para os caríssimos peregrinos e ouvintes de língua portuguesa, as minhas cordiais saudações em Cristo Senhor.

Desejo confiar-vos hoje uma palavra sobre o trabalho e sobre o homem do trabalho.

Jesus, em Nazaré, ensinou-nos a amar o trabalho e a santificar-nos mediante o trabalho. Desde os tempos apostólicos aos nossos dias tem-se continuamente enriquecido o tesouro da doutrina cristã sobre o trabalho.

Para que todos vós vos sintais felizes no trabalho, manual ou intelectual, que a Providência divina vos confia, vou dar-vos a Bênção Apostólica.

 

© Copyright 1981 - Libreria Editrice Vaticana

 

top