The Holy See
back up
Search
riga

PAPA JOÃO PAULO II

REGINA CAELI

Domingo, 31 de Maio de 1981

 

Também neste domingo o Papa se dirigiu mediante a Rádio Vaticano, aos fiéis e peregrinos reunidos na Praça de São Pedro para a oração do meio-dia. Foram estas as Suas palavras:

Caríssimos Irmãos e Irmãs

1. Ascendit Deus in jubilatione! Cristo subiu para junto do Pai. A vida terrena de Cristo concluiu-se com a sua volta para o Pai no dia da Ascensão. O nosso coração ardente segue-O no céu, para onde subiu "a fim de preparar-nos um lugar" (cf. Jo 14, 2); e com esta fé quer permear a existência humana, em todos os seus aspectos.

Entretanto a Igreja contempla o Cenáculo de Jerusalém, e como os Apóstolos, com os Apóstolos, reza em união com Maria, esperando a vinda do Espírito Santo. Subam dos nossos corações férvidas preces ao Espírito, que desce para santificar a Igreja, para vivificar o mundo, para "renovar a face da terra", para elevar o homem. Esperemos juntos o Paráclito, o Consolador!

Convido-vos também a dirigir comigo o pensamento aos Bispos do mundo inteiro, que, acolhendo o meu convite, estão para chegar a Roma à fim de celebrar, no próximo domingo de Pentecostes, o XVI centenário do Concílio Constantinopolitano I e o 1550° aniversário do Concílio de Éfeso.

2. Era meu desejo estar nos próximos dias na Suíça, acolhendo o convite daquele Episcopado e da Organização Internacional do Trabalho, ao qual se seguiram outros convites.

As minhas condições de saúde não mo permitem. Confio à Divina Providência o desejo de realizar esta visita pastoral apenas me seja possível.

3. Exorto-vos, de modo todo especial, a unir-vos em espírito à comovida homenagem de orações de sufrágio que a Polónia está a tributar ao seu saudoso Primaz, Cardeal Stefan Wyszynski, por todos tão prezado e amado.

O Senhor chamou-o a Si quinta-feira passada, solenidade da Ascensão. Os seus restos mortais serão sepultados hoje, último dia do mês de Maio, dedicado particularmente a Maria, pelo Cardeal Wyszynski tão venerada sob o título de Rainha da Polónia e de Mãe da Igreja.

O falecimento daquele que por mais de trinta anos foi a chave de abóbada da unidade da Igreja na Polónia que despertou no meu ânimo — como podeis bem compreender — uma onda de recordações e de sentimentos, que me fazem sentir intimamente unido a quantos na tarde de hoje lhe prestam devota e derradeira homenagem na Praça da Vitória, em Varsóvia, e o acompanharão até à sepultura na Catedral de São João.

Não poderei participar com a minha presença física, mas lá estarei na maneira que me é consentida nestes momentos: não só com a oração, mas também mediante Mensagem que enviei aos irmãos e às irmãs da Polónia e mediante a minha Delegação.

A ele, Pastor bom é zeloso; a ele, defensor dos direitos do homem e da Igreja, protagonista de tantas páginas de história da sua e da minha pátria; a ele que amou a Igreja e a Polónia com incomparável dedicação e com intrépida coragem, alcançadas por uma fé indómita e por um ardente afecto a Cristo e a Maria, conceda o Senhor o prémio reservado aos seus fiéis servidores.

Regina caeli laetare...

 

© Copyright 1981 - Libreria Editrice Vaticana

 

top