The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Praça de São Pedro
Domingo, 6 de Fevereiro de 1983

 

1. Tenho a alegria de vos comunicar que, nos primeiros dez dias do próximo mês de Março, se Deus quiser, irei em visita pastoral às Comunidades cristãs de Costa Rica, Nicarágua, Panamá, El Salvador, Guatemala, Honduras, Belisa e Haiti, acolhendo o convite que me foi feito por aqueles Bispos e pelas Autoridades civis.

No primeiro dia, 2 de Março, em São José da Costa Rica, terei a consolação de me encontrar com os Bispos do Simpósio Episcopal da América Central e, a 9 de Março, antes de deixar a América Central, unir-me-ei — na Catedral de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro — aos Bispos do Conselho Episcopal Latino-Americano, que se encontrarão em Porto Príncipe para a sua Assembleia Geral.

Confio esta visita pastoral à protecção da Virgem Maria, tão venerada por aqueles fiéis, e às orações, que espero havereis de oferecer ao Senhor, para que enriqueça de abundantes frutos também esta viagem apostólica em Países tão caros ao meu coração.

2. As gravíssimas noticias, difundidas pelos meios de informação sobre o maciço êxodo da Nigéria de diversas centenas de milhares de prófugos africanos para os Países de origem, enchem o meu ânimo de profunda tristeza e de grande apreensão por tudo o que está a acontecer a tantos seres humanos, todos nossos irmãos.

Esta tragédia, totalmente nova, ao menos em tais proporções, no nosso século, aflige a consciência de todos. Ela deve estimular o empenho de quantos têm o poder de influir, a nível nacional e internacional, seja nos assuntos económicos que são causa de semelhantes desordens, seja sobretudo na sorte de tantos seres humanos envolvidos em acontecimentos em que são parte lesada e indefesa.

Com presteza e iniciativas cada vez mais generosas, grupos, organizações e governos já responderam ao apelo de aliviar, com socorros de primeira necessidade, os sofrimentos daqueles nossos irmãos. Desejo renovar o convite para que tal obra seja intensificada com empenho e recursos proporcionais à gravidade das necessidades.

Confio este bom êxito à intercessão da Virgem Santíssima, Refúgio dos aflitos, pedindo-Lhe que os prófugos possam, quanto antes, ser aliviados das suas angústias mais graves.

3. Desejo agora recordar o encontro que tive no passado mês de Outubro com os Bispos, em visita "ad limina", da Conferência Episcopal da Escandinávia, que abrange as Comunidades católicas da Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia.

Renovo àqueles Prelados o meu grato apreço pela obra de animação cristã que eles desenvolvem nas 5 Dioceses e 2 Prelazias, no seguimento dos grandes evangelizadores e testemunhas da fé que os precederam: os Santos Óscar, Canuto, Henrique, Olavo, Brigida e sua filha Catarina.

Igualmente saúdo de coração todos os fiéis daquelas nobres nações, os quais são uma pequena minoria, mas gozam de grande estima e prestigio seja pela sua activa presença no campo educativo-assistencial, seja também graças às boas relações ecuménicas, que eles souberam instaurar com os irmãos de outras confissões cristãs, que formam a grande maioria dos Países escandinavos.

Convido os presentes a unirem-se a mim na oração por estes filhos da Igreja, invocando de modo particular numerosas vocações sacerdotais e religiosas para as queridas comunidades escandinavas.


Depois do Angelus

Celebrando-se hoje o "Dia pela Vida", com o objectivo de defender e promover a vida nascente, quero recordar a todos que a intangibilidade da vida constitui o fundamento de todos os direitos. Seria vão promover a qualidade da vida se não se reconhecesse o direito daquele que foi concebido para viver. Merecem portanto apreço e apoio todas as realidades associativas, como o Movimento pela Vida, que, baseadas inteiramente no voluntariado, no propósito de salvar as pequenas vidas em perigo, estão de modo concreto junto das mães em dificuldades. Saúdo de coração os representantes do Movimento, presentes nesta Praça, e abençoo-os.

 

© Copyright 1983 - Libreria Editrice Vaticana

top