The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Domingo, 29 de Dezembro de 1996

 

Caríssimos Irmãos e Irmãs

1. Neste primeiro domingo depois do Natal a Igreja celebra a festa da Sagrada Família.

Como no presépio, o olhar de fé faz-nos abraçar simultaneamente o Menino divino e as pessoas que Lhe estão ao lado: a sua Mãe Santíssima, e José, o seu pai putativo. Que luz se desprende deste «ícone de grupo» do Santo Natal! Luz de misericórdia e de salvação para o mundo inteiro, luz de verdade para cada homem, para a família humana e para as famílias individualmente. Como é belo para os cônjuges verem-se reflectidos na Virgem Maria e no seu esposo José! Como é consolador para os pais, especialmente se têm uma criança pequena! Como é iluminador para os noivos, atraídos pelos seus projectos de vida!

Recolher-nos em torno da gruta de Belém, contemplando ali a Sagrada Família, faz-nos saborear de modo especial o dom da intimidade familiar, e impele-nos a oferecer calor humano e solidariedade concreta naquelas situações, infelizmente numerosas, em que, por vários motivos, falta a paz, a harmonia e, numa palavra, falta a «família».

2. A mensagem que vem da Sagrada Família é, antes de tudo, uma mensagem de fé: a casa de Nazaré é aquela onde Deus está verdadeiramente no centro. Para Maria e José esta opção de fé concretiza-se no serviço ao Filho de Deus que lhes foi confiado, mas exprime-se também no seu amor recíproco, rico de ternura espiritual e de fidelidade.

Eles, com a sua vida, ensinam que o matrimónio é uma aliança entre o homem e a mulher, aliança que empenha na fidelidade recíproca e se apoia na comum entrega a Deus. Aliança tão nobre, profunda e definitiva, que constitui para os crentes o sacramento do amor de Cristo e da Igreja. A fidelidade dos cônjuges, por sua vez, põe-se como rocha sólida sobre a qual se apoia a confiança dos filhos.

Quando pais e filhos respiram juntos este clima de fé, dispõem duma energia que lhes permite enfrentar provas mesmo difíceis, como mostra a experiência da Sagrada Família.

3. É necessário alimentar esse clima de fé. Nesta perspectiva se vai preparando o Segundo Encontro Mundial com as Famílias, que terá lugar no Rio de Janeiro nos dias 4 e 5 de Outubro de 1997. Tratar-se-á duma grande festa das famílias da América Latina e do mundo inteiro, que renovará a mensagem lançada no Primeiro Encontro, que se realizou aqui em Roma por ocasião do Ano Internacional da Família.

Confio a Maria «Rainha da família», todas as famílias do mundo, especialmente aquelas que encontram graves dificuldades, e invoco sobre elas a Sua materna protecção.

 

© Copyright 1996 - Libreria Editrice Vaticana

 

top