The Holy See
back up
Search
riga

PAPA JOÃO PAULO II

REGINA CAELI 

Domingo, 26 de abril de 1998 

 

Caríssimos Irmãos e Irmãs!

1. Neste tempo litúrgico da Páscoa, que vai do Domingo da Ressurreição ao do Pentecostes, ecoa mais frequente na assembleia dos crentes o cântico jubiloso do Aleluia. Ele é convite ao louvor pela vitória de Cristo sobre o pecado e a morte.

Este tempo é também o período do ano no qual recordamos as origens da Igreja, retornando às vicissitudes do grupo dos discípulos que, depois de terem encontrado Cristo ressuscitado, receberam com poder o seu Espírito e se tornaram corajosos anunciadores do Evangelho no mundo.

Nestes dias em que, ao ler o Livro dos Actos dos Apóstolos, repercorremos os primeiros passos da Igreja, como não recordar que se está a realizar em Roma a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a Ásia? A área asiática do Mediterrâneo foi o berço do cristianismo. Depois de dois mil anos, a Igreja interroga-se acerca da sua presença na Ásia e, com o olhar dirigido para aquele imenso continente, onde vivem três quartos da humanidade, volta a escutar as palavras de Cristo: «ide e fazei com que todos os povos se tornem Meus discípulos... ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei. Eis que Eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo» (Mt 28, 19-20).

2. Os Actos dos Apóstolos dizem-nos também que no centro da nascente Comunidade apostólica se encontra a presença da Mãe do Ressuscitado: «todos eles... eram assíduos na oração, juntamente com algumas mulheres, entre as quais Maria, Mãe de Jesus» (Act 1, 14).

Assim como aos pés da cruz, intimamente unida ao sacrifício redentor de Cristo, também no cenáculo Maria é a sua silenciosa testemunha entre os Apóstolos. Num certo sentido, ela é a animadora da sua fé e oração. Apoia-os e encoraja-os, enquanto evocam unânimes o Espírito Santo prometido por Jesus. Este ícone da primeira Comunidade orante na expectativa do Pentecostes deve permanecer sempre diante dos nossos olhos, sobretudo neste ano dedicado ao Espírito Santo, a fim de sustentar o nosso itinerário de fé e de apostolado.

3. Caríssimos Irmãos e Irmãs, vivemos o tempo pascal numa intensa e constante imploração do Espírito, amparados e guiados pela Virgem Santíssima, Mãe do Bom Conselho. Maria obtenha os dons do Espírito do Senhor para todos os crentes, e especialmente para quantos participam nos trabalhos do Sínodo, para que o caminho da Igreja na Ásia seja cada vez mais rápido e o Terceiro Milénio assinale uma época de novo florescimento do Evangelho entre as nobres nações daquele grandíssimo continente.

Celebra-se hoje na Itália o Dia da Universidade Católica do Sagrado Coração, que este ano tem por tema: «Investir na cultura: pelo empenho dos jovens, pelo futuro da sociedade». Oitenta anos depois da morte de Giuseppe Toniolo, ao qual é intitulado o Instituto que preside à vida da «Católica», ela repropõe-se como qualificado ponto de referência para quantos desejam servir o homem e a sociedade com o aprofundamento científico e cultural. Por conseguinte, convido a inteira comunidade eclesial italiana a apoiar a actividade desta importante e benemérita Instituição. 

Louvado seja Jesus Cristo!

Bom domingo a todos.

 

© Copyright 1998 - Libreria Editrice Vaticana

top