The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Domingo, 14 de Outubro de 2001

 

Caríssimos Irmãos e Irmãs

1. No domingo passado, celebrámos a solenidade de Nossa Senhora do Santo Rosário. Todo o mês de Outubro é particularmente dedicado a esta bonita oração, caríssima ao povo cristão. Em virtude da actual situação internacional, convidei as pessoas e as comunidades a recitar o Rosário pela paz. Renovo também hoje este convite realçando, ao mesmo tempo, o facto de que o Rosário é contemplação de Cristo nos seus mistérios, em íntima união com Maria Santíssima.

A espiritualidade contemporânea sente profundamente a exigência de ir, por assim dizer, ao que é essencial. Por isso, hoje está em acto uma nova e promissora descoberta da autêntica natureza do Rosário, como oração que ajuda a permanecer em companhia de Cristo, para melhor O conhecer, assimilar os seus ensinamentos e viver o seu mistério. E quem, melhor do que Maria, nos pode acompanhar neste itinerário da mente e do coração? Eis o sentido da repetição da Ave Maria, que "constitui o enredo em que se desenvolve a contemplação dos mistérios" (Exortação Apostólica Marialis cultus, 46).

Reze a Igreja incessantemente pela paz com a recitação do Rosário, de forma tanto individual como comunitária, conservando o olhar fixo em Jesus Cristo, nossa Paz.

2. Outrora, a recitação do Rosário era muito praticada nas famílias, de maneira especial no fim do dia. Era o que faziam diariamente os cônjuges Luigi e Maria Beltrame Quattrocchi, que no próximo domingo terei a alegria de proclamar Beatos.

Por ocasião desse acontecimento, que coincide com o vigésimo aniversário da Exortação Apostólica Familiaris consortio, a Igreja italiana organizou um Congresso sobre o tema "A família como sujeito social". Exprimo o meu apreço por esta iniciativa e formulo votos a fim de que a família encontre na sociedade italiana uma renovada centralidade.

Na tarde do próximo sábado, as famílias cristãs são convidadas para um encontro de reflexão e de oração, a realizar na Praça de São Pedro. No dia seguinte, domingo, terá lugar o momento culminante da celebração, com a solene Beatificação dos dois cônjuges, em coincidência com o Dia Mundial das Missões. Será uma ocasião oportuna para realçar o papel das famílias na missão evangelizadora da Igreja.

3. Enquanto recitamos em conjunto a oração do Angelus, recordemos a Assembleia do Sínodo dos Bispos, que está a realizar-se no Vaticano; confiamos à Virgem todos os missionários do Evangelho e imploramos que tenham a força para ser construtores de justiça e de paz. É por esta paz que, no mundo inteiro, se está a rezar nesta hora de graves preocupações. Unamos a nossa ardente oração ao Senhor, por intercessão de Maria, Rainha da Paz.

 

© Copyright 2001 - Libreria Editrice Vaticana

 

top