The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II 

ANGELUS

Domingo, 21 de Outubro de 2001

  

1. Caríssimos Irmãos e Irmãs, celebra-se hoje a Jornada Missionária Mundial, instituída há setenta e cinco anos pelo Papa Pio XI. Ela recorda a todo o Povo de Deus a actualidade permanente da missão confiada por Cristo à sua Igreja, de anunciar o Evangelho a todas as nações (cf Mt 28, 19). Este mandato adquire uma urgência particular, no início do terceiro milénio, se olharmos para aquela imensa porção da humanidade que ainda não conhece ou não reconhece Cristo. Portanto, a missão ad gentes, para todos os povos, é hoje mais válida do que nunca.

Não faltam, infelizmente, neste momento situações ameaçadoras, que mantêm a humanidade inteira numa situação de ansiedade. É com profunda tristeza que recebo dolorosas e preocupantes notícias de Belém, assim como das cidades de Beit Jala e de Beit Sahour. A guerra e a morte chegaram até à praça da Basílica da Natividade de Nosso Senhor. Em nome de Deus repito mais uma vez: a violência é para todos unicamente um caminho de morte e destruição, que desonra a santidade de Deus e a dignidade do homem.

Exprimo às famílias vítimas da violência a minha proximidade no sofrimento, na oração e na esperança. Elas têm o dom de viver na Terra que é santa para os Judeus, para os Cristãos e para os Muçulmanos. Deve ser um empenho de todos fazer com que ela seja finalmente Terra de paz e de fraternidade.

2. Às tendências negativas que se manifestam no mundo, a Igreja responde fortalecendo o empenho para anunciar Cristo, esperança do homem e esperança do mundo!

Nesta missão de esperança, é confiado um papel de primária importância às famílias. Com efeito, a família anuncia o Evangelho da esperança com a sua própria constituição, porque se funda na confiança recíproca e na fé na Providência. A família anuncia a esperança, porque é o lugar onde desabrocha e cresce a vida, no exercício generoso e responsável da paternidade e da maternidade. Uma família autêntica, fundada no matrimónio, é em si mesma uma "boa notícia" para o mundo.

Além disso, no nosso tempo são cada vez mais numerosas as famílias que colaboram activamente na evangelização, tanto na própria paróquia e diocese, como partilhando a própria missão ad gentes. Sim, queridas famílias, amadureceu na Igreja o momento da família, que é também o momento da família missionária. Confirma isto a Beatificação dos cônjuges Luís Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini. À intercessão deles, e também à de Maria Santíssima, confiamos de maneira particular o empenho missionário das famílias cristãs.

3. Fazemo-lo diante da venerada efígie de Nossa Senhora de Loreto, que esteve ontem, e hoje também, entre nós ajudando-nos a compreender de modo mais concreto a presença materna da Virgem e a reviver o espírito da Sagrada Família de Nazaré. Com este mesmo espírito recitamos agora a oração do Angelus.

 

 

© Copyright 2001 - Libreria Editrice Vaticana

 

top