The Holy See
back up
Search
riga

JOĆO PAULO II

ANGELUS

Domingo, 4 de agosto de 2002

 

1. Voltei há pouco da viagem, que me levou ao Canadá, à Guatemala e ao México, e estou grato à Providência Divina  por  me  ter  permitido  realizar com bom êxito mais este empenho apostólico. Agradeço a todos os que, de várias formas, contribuíram para a sua relização, e a quantos acompanharam os meus passos com a sua fervorosa oração.

Na catequese da próxima quarta-feira deter-me-ei nas etapas da Guatemala e do México, enquanto gostaria agora de voltar com o pensamento a Toronto, onde a XVII Jornada Mundial da Juventude viu a afluência de centenas de milhar de jovens e moças de todos os continentes, recebidos com amizade cordial pelos habitantes do Canadá, País caracterizado por um humanismo rico e variado.

2. Nas margens do lago Ontário parecia que se estava a viver de novo a experiência do povo da Galileia nas margens do lago Tiberíades, quando Jesus, tendo reunido as multidões, lhes entregou a maravilhosa e comprometedora "proclamação" das Bem-aventuranças. Os jovens reunidos em Toronto sentiram que nas palavras de Jesus estava a resposta às expectativas de alegria e de esperança que batem nos seus corações. Uma resposta que convence, também porque Jesus não se limitou a enunciar as Bem-aventuranças, mas viveu-as na primeira pessoa até à doação total de si.

Ele foi pobre, humilde, misericordioso, puro de coração. Procurou a justiça, confortou os aflitos, edificou a paz, pagando por isto o preço do sacrifício de si próprio na cruz. Eis por que no centro de qualquer encontro estava a Cruz. É a Cruz que acompanha o "povo das Bem-aventuranças", o povo dos jovens na sua peregrinação pelos caminhos do mundo.

3. "Bem-aventurados, vós!" As Bem-aventuranças são a magna carta de quantos desejam introduzir no mundo uma nova civilização. Os jovens compreenderam isto e partiram do Canadá decididos a confiar em Cristo, porque sabem que Ele "tem palavras de vida eterna" (cf Jo 6, 68). Um mundo sem referência a Cristo eis a mensagem de Toronto é um mundo que acaba por estar contra o homem. Também a história do passado recente demonstra isto. Não se recusa Deus sem se acabar por recusar o homem.

Por isso os jovens, reunidos de mais de 170 Países, aceitaram o convite de Cristo para serem "o sal da terra e a luz do mundo" (Mt 5, 13.14). Ser antes de tudo sal e luz, para depois agir como sal e como luz. Foi este o desafio da XVII Jornada Mundial da Juventude. Os jovens aceitaram-no e agora regressaram aos seus Paķses para serem os construtores da nova "civilização do amor".

Com este compromisso, depois da intensa experiência vivida no Canadá, eles puseram-se de novo a caminho em direcção à próxima etapa, que será em Colónia, na Alemanha, em 2005.
Maria, Mãe da Igreja, acompanhe os jovens de todo o mundo neste seu itinerário espiritual e eclesial.

3. Queridos peregrinos de língua francesa aqui reunidos para a oração do Angelus, saúdo-vos a todos cordialmente. Na luz da inesquecível Jornada Mundial da Juventude de Toronto, oxalá possais ser sempre mais sal da terra e luz do mundo! Com a Bênção apostólica.

Sinto-me feliz por saudar os peregrinos de língua inglesa que se encontram hoje connosco para a oração do Angelus. Tendo voltado recentemente de Toronto, da XVII Jornada Mundial da Juventude, os meus pensamentos e orações dirigem-se de maneira especial para os jovens:  que Nosso Senhor continue a abençoá-los e a fortificá-los para que sejam verdadeiramente sal da terra e luz do mundo! Desejo a todos um feliz Verão de repouso!

Saúdo com afecto os peregrinos de língua espanhola. Desejo partilhar com todos vós a feliz experiência vivida durante a minha visita a Toronto, Guatemala e México. Abençoo-vos a todos de coração.

Saúdo agora os peregrinos de língua portuguesa, a quem agradeço a presença e a união na oração, que torna mais forte o meu serviço pastoral para o bem da humanidade. Deus vos abençoe!

4. Maria Santíssima, que invocamos com a oração do Angelus Domini, nos ajude a responder sempre mais fielmente à vocação à santidade que Cristo dirige a cada cristão.

 

© Copyright 2002 - Libreria Editrice Vaticana

 

top