The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Domingo, 13 de Outubro de 2002

 

Caríssimos Irmãos e Irmãs

1. Tive a alegria, nestes dias, de receber Sua Beatitude Teoctisto, Patriarca da Igreja ortodoxa da Roménia. A ele, e a quantos o acompanharam, renovo o meu profundo agradecimento por esta visita muito agradável. Ela traz à minha memória a que Deus me concedeu realizar a Bucareste em Maio de 1999. Destes encontros surgiu um sincero desejo de unidade. "Unitate", ouvi os jovens proclamar em Bucareste; "Unidade", ouvi repetir na Praça de São Pedro na passada segunda-feira, durante o meu primeiro encontro com Sua Beatitude o Patriarca.

2. Esta sede de comunhão plena entre os cristãos recebeu um estímulo notável do Concílio Vaticano II que, precisamente ao ecumenismo, dedicou um dos seus Documentos mais significativos, o Decreto Unitatis redintegratio.

Celebrou-se há dois dias o 40º aniversário do início daquela assembleia histórica, convocada a 11 de Outubro de 1962 pelo Papa João XXIII, que agora veneramos como Beato. Também eu tive a alegria de participar nela, da qual conservo no meu coração recordações preciosas e inesquecíveis.

No discurso de abertura, cheio de esperança e de fé, o Papa João XXIII exortou os Padres conciliares a permanecerem, por um lado, fiéis à tradição católica e, por outro, a propô-la novamente de modo adequado aos novos tempos. Num certo sentido, o dia 11 de Outubro de há quarenta anos marcou o início solene e universal daquela que é chamada a "nova evangelização".

3. O Concílio representou como que a "porta santa" daquela nova primavera da Igreja que se revelou no Grande Jubileu do Ano 2000. Por isso, através da Carta Apostólica Novo millennio ineunte pedi à Comunidade eclesial que volte a ler os Documentos conciliares, que "não perdem o seu valor nem o seu esplendor". Eles devem ser conhecidos e assimilados, como "textos qualificados e normativos do Magistério, no âmbito da Tradição da Igreja" (cf. n. 57). Eu já tinha entregue simbolicamente estes Documentos às novas gerações, por ocasião do Jubileu do Apostolado dos Leigos.

A Virgem Maria, Mãe de Deus e da Igreja, nos ajude a compreender que o Concílio nos oferece a todos "uma bússola segura para nos orientarmos no caminho do século que está a começar" (Ibidem).

 

© Copyright 2002 - Libreria Editrice Vaticana

 

top