The Holy See
back up
Search
riga

  JOÃO PAULO II

ANGELUS

Festa de Santo Estêvão, 26 de Dezembro de 2002

Caríssimos Irmãos e Irmãs!

1. Está ainda viva no nosso espírito a admiração pelo extraordinário acontecimento que ontem celebrámos:  o Verbo fez-se carne no seio da Virgem Maria e, de modo estável, veio morar entre nós.

Contemplando o presépio, continuamos a saborear o clima de alegria do Natal e damos nova vida aos sentimentos do nosso reconhecimento para com Aquele que, por amor, quis assumir a nossa natureza humana, para partilhar a nossa sorte e voltar a dar-nos a esperança do Céu.

2. Santo Estêvão, o Protomártir, de que hoje celebramos a memória, ajuda-nos a compreender com maior profundidade o mistério que estamos a viver na fé. O Menino, que solta vagidos numa gruta, é o Cristo que nos pede que, em todas as circunstâncias e em todos os lugares, sejamos corajosas testemunhas do seu Evangelho, como o foi precisamente o protodiácono Estêvão, o qual não se mostrou titubeante, nem sequer diante do martírio.

Também hoje, em várias partes do mundo, muitos crentes estão submetidos a provações e sofrimentos por causa da sua fé. Somos convidados pela festa de hoje a tomar uma renovada consciência de sermos chamados, como crentes, a seguir o Senhor até à Cruz, sem compromissos, sustentados pela potência do seu Espírito. Ajude-nos Santo Estêvão a nunca faltar à nossa vocação cristã.

Invoquemos para isto a intercessão de Maria, Mãe do Redentor e Rainha dos Mártires, com a oração do Angelus.

 

 

© Copyright 2002 - Libreria Editrice Vaticana

 

top