The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

 Domingo 28 de Março de 2004
 

1. Na Mensagem quaresmal deste ano exortei todos para que as crianças fossem colocadas no centro da atenção das comunidades cristãs. Muitas delas são vítimas de graves doenças, inclusive a tuberculose e a SIDA, são carentes de instrução e sofrem a fome. Desnutrição e má nutrição, agravadas por preocupantes carências no campo da saúde, continuam a ser causa quotidiana de morte para não poucos desses pequeninos, privados até do mínimo indispensável para sobreviver.

2. Em alguns cantos da terra, especialmente nos países mais pobres, existem crianças e adolescentes vítimas de uma horrível forma de violência: são recrutados para combater nos chamados "conflitos esquecidos". De facto, eles sofrem uma dupla agressão escandalosa: tornam-se vítimas e, ao mesmo tempo, protagonistas da guerra, arrastando-se no ódio dos adultos. Privados de tudo, vêem o seu futuro ameaçado por um pesadelo difícil de evitar.

3. Estes nossos irmãos mais pequeninos, que sofrem pela fome, pela guerra e pelas doenças, lançam ao mundo dos adultos um angustiado apelo. Que o seu mudo grito de dor não fique sem ser escutado! Recorda-nos Jesus: "Quem receber um menino como este, em meu nome, é a mim que recebe" (Mt 18, 5).

O tempo quaresmal exorta os cristãos a um acolhimento mais generoso destas palavras evangélicas, para traduzi-las em intervenções corajosas a favor da infância a risco e abandonada.
A Virgem Mãe de Deus ajude as crianças em dificuldade e torne frutuosos os esforços de quantos com amor procuram aliviar-lhes os sofrimentos.


Depois do Angelus

Apelo do Santo Padre pela paz na Região dos Grandes Lagos

Passaram-se dez anos desde quando, em 7 de Abril de 1994, em Ruanda explodiram graves combates entre hutu e tutsi, culminados com o genocídio, em que foram assassinadas barbaramente centenas de milhares de pessoas.

Peçamos ao Senhor que essa tragédia nunca mais se repita.

A vós, queridas populações, a vós, chefes religiosos e civis, e a todos vós que, na comunidade internacional vos empenhais generosamente para levar a paz na amada Região dos Grandes Lagos, digo: não vos desencorajeis! Sede construtores da civilização do amor, animados pela palavra do Salvador: "Felizes os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus" (Mt 5, 9).

Saudações

Uma saudação amiga aos educadores e diretores das escolas do Brasil, coordenadas pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo, a todos encorajando na sua nobre missão. Sobre vós e vossos alunos, desça a minha Bênção.

Saúdo os peregrinos vindos da Polónia, de Cracóvia: um grupo musical e teatral, os rapazes do Complexo de institutos técnicos e profissionais para eletricistas n. 1, as pessoas que vieram individualmente e que se encontram na Praça de São Pedro e aquelas que se unem a nós na oração. Deus abençoe-vós a todos!

Saúdo os peregrinos de língua italiana: o grupo de noivos de Altamura; os fiéis provenientes de Petilia Policastro, Città di Castello e San Feliciano; as crianças da paróquia de São Brás em Figline Valdarno que se preparam para a Primeira Comunhão; o grupo AVIS-AIDO de Masate e a Escola primária de Monteverdi Marittimo. Dirijo também um pensamento vai a quantos participam na Maratona de Roma:  que seja uma verdadeira festa do desporto!

Com os jovens de Roma e do Lácio marco um encontro para quinta-feira próxima, 1 de Abril, às 17 horas, na Praça de São Pedro. Preparar-nos-emos para o Domingo de Ramos, Dia Mundial da Juventude, rezando e festejando juntos.

A todos desejo um bom domingo.

 

© Copyright 2004 - Libreria Editrice Vaticana   

 
top