The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Castel Gandolfo, 8 de Agosto de 2004

 

1. Há dois dias, durante a festa da Transfiguração, recordámos o aniversário da morte do Servo de Deus, Paulo VI. Este acontecimento assumiu um significado particular, pois precisamente há 40 anos, no dia 6 de Agosto de 1964, este meu venerado predecessor publicou a sua primeira Encíclica, a Ecclesiam suam. Naquele memorável documento, ele declarou desde o início o seu amor apaixonado pela Igreja, chamada a reflectir a luz gloriosa do rosto de Cristo; e indicou algumas fundamentais "vias da Igreja": a consciência de si mesma, a renovação, o diálogo. "A Igreja escreveu ele está viva, hoje mais do que nunca! Em última análise, porém, parece que tudo ainda deve ser feito; o trabalho tem início no dia de hoje e nunca mais termina" (AAS, LVI [1964], 659).

Estas palavras conservam toda a sua actualidade e estimulam todos os fiéis a dar continuidade, de modo consciente, à autêntica renovação eclesial iniciada com o Concílio Vaticano II.

2. Daqui a alguns dias vai ser inaugurada em Atenas a vigésima oitava edição dos Jogos Olímpicos. Transmito a minha cordial saudação às delegações oficiais, aos representantes das nações, aos atletas e a quantos participarão nas Olimpíadas. Desejo também saudar com especial afecto a Cidade de Atenas, lembrando a cordialidade com que o povo grego me acolheu, por ocasião da minha peregrinação nas pegadas do Apóstolo Paulo.

Formulo votos cordiais a fim de que no mundo, hoje perturbado e, às vezes, devastado por muitas formas de ódio e de violência, o importante evento desportivo dos Jogos constitua uma ocasião de encontro tranquilo e seja uma forma válida de promover o entendimento e a paz entre os povos.

3. Sobre as Olimpíadas e todo o mundo do desporto, invoco a protecção materna da Virgem Santíssima.

A Maria, gostaria de confiar também a peregrinação que, se Deus quiser, realizarei ao Santuário de Lourdes, nos próximos sábado e domingo, para ali celebrar a Assunção de Maria, no 150º aniversário da proclamação do dogma da Imaculada.


Depois do Angelus

Saúdo-vos, queridos peregrinos francófonos, e confio-vos a Nossa Senhora de Lourdes, aonde vou em peregrinação nos próximos sábado e domingo.

É com cordialidade que vos saúdo, visitantes de expressão inglesa, especialmente os membros da "Canadian Cascade Band". Que Maria, Rainha do Céu, esteja próxima de vós durante estes dias de Verão, e que o Pai Todo-Poderoso abençoe todos vós.

É-me grato saudar os peregrinos e visitantes de língua alemã. Estai prontos para o advento do Senhor! Confiai-lhe a vossa vida, a exemplo de Maria! Deus vos conserve no seu amor!

Agora saúdo os peregrinos de língua espanhola. Convido-vos a invocar a Virgem Maria, nossa esperança, pela sua Imaculada Conceição e pela sua intercessão maternal. Bom domingo para todos vós!

Hoje, desejo saudar e dar a minha Bênção aos peregrinos a caminho de Jasna Góra. Também eu me confio às suas preces.
Além disso, saúdo o grupo regional de Siedlec, perto de Bochnia. Cumprimento inclusivamente os paroquianos da paróquia da Misericórdia Divina, de Brzesko; os grupos de famílias de Cracóvia; os fiéis da Missão da Misericórdia Divina, de Nápoles; os peregrinos individuais aqui presentes e os fiéis que se unem a nós através da rádio e da televisão. Deus recompense todos vós!

É com afecto que saúdo os peregrinos de língua italiana, de forma particular os jovens que participam num curso teológico de Verão, enquanto lhes agradeço a homenagem musical. Além disso, saúdo os peregrinos da paróquia de São Martinho em Vigodarzere, assim como um grupo de mães que rejeitaram o aborto, acompahadas pelas responsáveis da comunidade da "Obra Mater Dei", de Castel Gandolfo.

Desejo um bom domingo para todos vós!

 

© Copyright 2004 - Libreria Editrice Vaticana   

 

top