The Holy See
back up
Search
riga

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA
NO INSTITUTO MISSIONÁRIO INTERNACIONAL
 DE CATEQUESE «MATER ECCLESIAE»

HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II

Castel Gandolfo, 12 de Setembro de 1980

 

Sinto-me particularmente feliz ao celebrar esta manhã a Santa Missa convosco, caríssimos Catequistas. Sei que estais subdivididos em três grupos: encontram-se entre vós os hóspedes da Propaganda Fide, provenientes de diversos Países do mundo; há depois o grupo de mais perto, isto é o da Paróquia de Castel Gandolfo; e também o grupo da arquidiocese de Florença.

Filhos dilectíssimos, deveis saber que a Igreja e, de modo particular, o Papa esperam muito de vós. De facto, estais inseridos na estrutura portadora da evangelização, que é o primeiro e fundamental factor para tornar Jesus Cristo conhecido ao mundo. Ouvimos São Paulo, na primeira leitura, exclamar: «Ai de mim se não evangelizar» (1 Cor. 9, 16). 0 anúncio oral é o meio essencial da missão cristã, e é ainda o Apóstolo que nos recorda um princípio primeiro do cristianismo: «A fé vem da pregação » (Rom. 10, 7). Mas «como hão-de acreditar n'Aquele que não ouviram? E como ouvirão se ninguém lhes prega?» (Rom. 10.14). Daqui se avalia todo o alcance e a importância do vosso dever. É um dever de que a Igreja não pode eximir-se, porque dele depende não só a maturidade, mas também a própria identidade cristã. Com efeito, como escrevia na Exortação Apostólica Catechesi Tradendae, este «visa o duplo objectivo de fazer amadurecer a fé inicial e de educar o verdadeiro discípulo de Cristo, mediante um conhecimento mais aprofundado e mais sistemático da Pessoa e da mensagem de Nosso Senhor Jesus Cristo» (n. 19).

Estou certo, de que se trata de coisas já muito conhecidas por vós. A minha palavra, então, serve de paterno encorajamento a um zeloso e inteligente desenvolvimento da vossa preciosíssima actividade. Cultivai primeiramente em vós e vivei aquela fé, cujo conteúdo transmitis aos outros; e também tende sempre um enraizado e responsável sentido de pertença eclesial.

Esta Missa, que estamos a celebrar, seja ocasião propícia para pedir ao Senhor as suas graças copiosas e fecundas. Seja Ele a iluminar-vos, dirijir-vos e sustentar-vos. E que também vos conceda a verdadeira recompensa, prometida a quem se faz fiel ministro da Palavra. Assim Seja!

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top