The Holy See
back up
Search
riga

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA PARA A ORDENAÇÃO
DE DOZE BISPOS NA SOLENIDADE DA EPIFANIA

HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II

6 de Janeiro de 2003

 

1."Levanta-te e resplandece"(Is 60,1).

O profeta Isaías dirige-se com estas palavras à cidade de Jerusalém. Convida-a a deixar-se iluminar pelo seu Senhor, luz infinita que faz resplandecer a sua glória sobre Israel. O povo de Deus está chamado a tornar-se, ele próprio, luz, para orientar o caminho das nações, sobre as quais pesam as "trevas" e a "escuridão" (Is 60, 2).

Este oráculo ressoa com plenitude de significado nesta solenidade da Epifania do Senhor. Os Magos, que vêm do Oriente a Jerusalém são guiados por um astro celeste (cf. Mt 2, 1-2) e representam as primícias dos povos atraídos pela luz de Cristo. Eles reconhecem em Jesus o Messias, e antecipadamente mostram que se está a cumprir o "mistério" do qual fala São Paulo na segunda Leitura: "os gentios... pertencem ao mesmo Corpo e comparticipam na Promessa, feita em Cristo Jesus por meio do Evangelho" (Ef 3, 6).

2. Caríssimos Irmãos eleitos ao Episcopado, vós tornais-vos hoje, a título pleno, ministros deste mistério, recebendo o Sacramento que faz de vós sucessores dos Apóstolos.

Os vossos nomes e os vossos rostos falam da Igreja universal: a Catholica, na linguagem dos antigos Padres. De facto, vós provindes de várias nações e continentes; e agora, sois destinados para diversos Países.

A fé em Cristo, luz do mundo, guiou os vossos passos desde a juventude até à oferenda de vós próprios na consagração presbiteral. Não oferecestes ao Senhor ouro, incenso ou mirra, mas a vossa própria vida. Agora Cristo pede que renoveis esta oblação, para assumir na Igreja o ministério episcopal. Assim como fez um dia com os Doze, assim convida agora cada um de vós a partilhar plenamente a sua vida e a sua missão (cf. Mc 3, 13-15).

Recebei a plenitude do dom; é-vos pedida, ao mesmo tempo, a plenitude do compromisso.

3. Saúdo-vos com afecto e abraço espiritualmente cada um de vós. Saúdo-vos a vós, queridos Monsenhores Paul Tschang In-nam, Celestino Migliore, Pierre Nguyên Van Tôt, e Pedro López Quintana, que sereis meus Representantes nos Países da Ásia e da África e junto da Organização das Nações Unidas. Agradeço-vos o precioso serviço prestado até agora à Santa Sé, e faço votos para que o vosso ministério pastoral contribua para fazer resplandecer entre os povos a luz de Cristo. No respeito das instituições e das culturas, convidai as Nações, para as quais sois enviados, a abrirem-se ao Evangelho. Só Cristo pode garantir uma profunda renovação das consciências e dos povos.

Saúdo-vos a vós, estimados Monsenhores Angelo Amato e Brian Farrell, a quem confiei na Cúria Romana os cargos, respectivamente, de Secretário da Congregação para a Doutrina da Fé e de Secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Fidelidade à Tradição católica e empenho no diálogo ecuménico: que o vosso serviço progrida sempre por este caminho seguro.

Saúdo-vos depois a vós, amados Monsenhores Calogero La Piana, Bispo de Mazara del Vallo (Itália); René-Marie Ehuzu, Bispo de Abimey (Benim); Ján Babjak, Bispo da Eparquia de Presov (Eslováquia); Andraos Abouma, Auxiliar do Patriarcado de Babilónia dos Caldeus (Iraque); Milan Sasik, Administrador Apostólico "ad nutum Sanctae Sedis" da Eparquia de Mukacheve (Ucrânia); e Giuseppe Nazzaro, Vigário Apostólico de Alepo dos Latinos (Síria).

Que as queridas comunidades eclesiais que vos receberão, e que saúdo com afecto, encontrem em vós Pastores diligentes e generosos. A exemplo e com a ajuda do Bom Pastor, guiai sempre os crentes para os prados da vida eterna.

4. "É por isto que todos saberão que sois Meus discípulos: se vos amardes uns aos outros" (Jo 13, 35).

Estimados e venerados Pastores, o Mestre divino pede-vos que vivais e testemunheis o seu amor. De facto, é o anúncio do amor salvífico de Deus a síntese da missão que hoje, Solenidade da Epifania do Senhor, a Igreja vos confia.

Fazei resplandecer a beleza do Evangelho, compendio da caridade divina, aos olhos do rebanho que vos é confiado. Oferecei a todo o povo cristão um testemunho claro de santidade. Sede sempre epifania de Cristo e do seu amor misericordioso, e nada vos impeça de cumprir esta missão.

Maria Santíssima, mestra de conformidade perfeita com o seu Filho divino, vos ampare e vos proteja nas várias tarefas que sois chamados a desempenhar.

Como exorta o Apóstolo, preocupai-vos por reflectir, "como um espelho, a glória do Senhor" e sereis transformados "naquela mesma imagem, de glória em glória" (cf. 2 Cor 3, 18). Oxalá isto se realize em cada um de vós, para glória de Deus e para o bem das almas. Amen!

 

 

© Copyright 2003 - Libreria Editrice Vaticana

 

top