The Holy See
back up
Search
riga

CARTA DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II
POR OCASIÃO DO 3° CENTENÁRIO 
DO SEMINÁRIO MENOR DE  ESPÁLATO, NA CROÁCIA

   

   
Ao Venerado Irmão
Mons. ANTE JURIC
Arcebispo de Espálato-Makarska

A celebração do tricentenário do Seminário Menor de Espálato e do anexo Liceu clássico suscita a viva gratidão e o louvor à Santíssima Trindade, pelos numerosos e abundantes frutos que ele deu ao longo da sua existência, e cúmula de alegria pelas novas perspectivas do seu crescimento e ulterior desenvolvimento, em benefício da Igreja e da inteira sociedade civil na região.

O benemérito Instituto, fundado segundo as instruções do Concílio de Trento e aberto solenemente a 25 de Março de 1700, une também o património espiritual e cultural glagolítico do Seminário de Priko, em Omis, fundado e aberto junto da antiga igreja croata de Sao Pedro, em 1750. Ele teve um papel insubstituível na formação do clero e dos fiéis leigos da região no decurso dos últimos tres séculos, e formou no seu Liceu numerosas personalidades, que se distinguiram na vida e na obra da Igreja, e na vida social e cultural do Pais. Faço votos por que essa actividade cresça ulteriormente na esteira da experiência do passado, para o bem da Igreja e da comunidade civil das queridas terras croatas.

Possa este tricentenário, que se está a celebrar no âmbito do Grande Jubileu do Ano 2000, ser uma ocasião propícia para dar um renovado impulso ao constante cuidado das vocações sacerdotais, a nível paroquial e diocesano. Com efeito, é necessária uma nova qualidade da formação humana e espiritual dos futuros pastores do Povo de Deus, a fim de que sejam capazes de enfrentar os antigos e novos desafios que a Igreja encontra ao longo do seu caminho. A rica herança do passado do Seminário Menor de Espálato oferece uma base sólida e é fonte de inspiração para os projectos do futuro.

Como nao recordar o heróico testemunho de fidelidade à Igreja dado pelo Bispo, pelos Superiores, Professores e Seminaristas em diversas ocasiões no decurso deste século, que acaba de terminar, sobretudo em 1956 quando o Seminário Menor, juntamente com o Seminário Maior, foi constrangido, por parte de quem procurava aniquilar a Igreja católica nas terras croatas, a interromper a própria actividade? Como não admirar o entusiasmo e os grandes sacrifícios que acompanharam a vida dos seminaristas e dos Superiores após a reabertura ocorrida em 1963?

Com a instauração da liberdade e da democracia na Croácia em 1990, abriram-se diante da Igreja novos e amplos campos de serviço evangélico e de actividade pastoral. Para corresponder às justas expectativas e às necessidades da Igreja e da sociedade civil, é de modo particular necessário que o Seminário Menor de Espálato se torne cada vez mais um lugar onde os jovens possam encontrar um ambiente de estilo familiar, rico de fé, para serem capazes de ver de maneira mais clara a própria vocação, desenvolvendo os necessários dotes espirituais, humanos e intelectuais.

A Virgem de Nazaré, que respondeu prontamente ao chamado do Arcanjo Gabriel e abriu o caminho à actuação do plano divino de salvação, seja nessa não fácil tarefa exemplo para todos. Ao confiar o Seminário Menor de Espálato à sua materna e constante protecção, de coração concedo a Bênção Apostólica a Vossa Excelência, aos Superiores, ao Pessoal auxiliar, aos Seminaristas e aos Alunos do Liceu, assim como a quantos contribuiram para a reconstrução do edifício e a todos os participantes nas celebrações programadas.

Vaticano, 20 de Março de 2000, Solenidade de Sao José, Esposo da B.V. Maria, Padroeiro da Igreja Universal e da Croácia.

  

top