The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II
AO PRESIDENTE DA CONFERÊNCIA DOS
BISPOS CATÓLICOS DOS E.U.A.

   
   

Ao Rev.mo D. JOSEPH FIORENZA
Bispo de Galveston-Houston
Presidente da Conferência Nacional dos Bispos Católicos dos E.U.A.


É-me grato saber que de 6 a 9 de Julho a Conferência Nacional dos Bispos Católicos promoverá o Encuentro 2000, a quarta reunião nacional da Comunidade hispânica católica nos Estados Unidos da América.

Estes Encuentros tiveram início em referência às específicas necessidades e capacidades da Comunidade hispânica. A decisão de celebrar o Encuentro 2000 como reunião de toda a Igreja nos Estados Unidos chama a atenção para o significado mais profundo deste evento eclesial. Ao partilharem o único Baptismo e proclamarem o único Senhor, os representantes de todos os sectores da comunidade católica reunir-se-ão em espírito de íntimo amor para com a Igreja que, segundo a vontade do Senhor, é "como que o sacramento, ou o sinal, e o instrumento da íntima união com Deus e da unidade de todo o género humano" (Lumen gentium, 1). Peço-lhe gentilmente que, da parte minha, cumprimente o clero, os religiosos e os leigos reunidos em Washington por esta ocasião e transmita os meus ardentes bons votos pela fecundidade espiritual e pastoral deste importante encontro.

Neste Ano jubilar, o Encuentro escolheu como tema "Muitos rostos na Casa de Deus", e procura ser uma celebração da rica diversidade cultural, étnica e linguística que caracteriza a Igreja católica nos Estados Unidos. O grande Jubileu é uma exortação à inteira família de Deus para que se alegre pela salvação, dom do Verbo encarnado, e se torne de modo sempre mais pleno o sacramento de unidade em um mundo tragicamente conturbado pela divisão, violência e opressão. É significativo que o Encuentro 2000 queira celebrar não só a fé e a tradição religiosas, por meio das quais os católicos hispânicos enriquecem a vida eclesial do seu País, mas também ressaltar o contributo importante que todos os católicos são chamados a oferecer à missão da Igreja nos Estados Unidos. No alvorecer do novo milénio, enquanto a comunidade católica enfrenta o desafio da nova evangelização, todos são chamados a encarnar, no seio da diversidade, aquela unidade fecunda que tem origem na comunhão da Santíssima Trindade e é a fonte dinâmica da missão da Igreja no mundo (cf. Ad gentes, 2).

Espero que o actual Encuentro, reunindo representantes de numerosos grupos culturais e linguísticos que compõem a Igreja nos Estados Unidos, leve a um testemunho mais eficaz do Evangelho a todos os níveis da sociedade americana. Deste modo, as paróquias e as comunidades locais ajudar-se-ão sempre mais a tornar-se lugares onde todos se sintam acolhidos e onde, através da evangelização e da catequese, encontrem o Senhor ressuscitado e compartilhem plenamente a vida nova que Ele dá sem cessar àqueles que renascem através da fé e do Baptismo.

No espírito do Grande Jubileu, e repetindo o apelo dos Bispos reunidos em Roma por ocasião do Sínodo para a América, peço a quantos participarem no Encuentro que renovem a sua gratidão pelo grande dom da fé (cf. Ecclesia in America, 75) e se empenhem de novo para garantir que este tesouro inestimável seja transmitido em toda a sua vitalidade e integridade à nova geração.

Orientar os esforços de toda a Igreja, em vista de oferecer uma educação sadia e exaustiva, permitirá aos fiéis apreciar de modo sempre mais pleno a sua dignidade baptismal e a sua nobre vocação de fermento de santidade, justiça e paz na sociedade americana contemporânea. Esta grande tarefa de renovação eclesial não deve transcurar uma promoção consciente e perseverante das vocações ao sacerdócio e à vida consagrada. Como os Padres sinodais quiseram esclarecer:  "A responsabilidade de promover vocações para o sacerdócio compete a todo Povo de Deus e realiza-se principalmente na oração constante e humilde pelas vocações" (Ibid., 40).

Ao confiar o Encuentro 2000 à protecção amorosa de Nossa Senhora de Guadalupe, Mãe e Padroeira da América, rezo para que, graças à sua poderosa intercessão, o Evangelho se arraigue de modo sempre mais profundo no coração dos fiéis e contribua para a renovação espiritual da sociedade americana. Aos organizadores e a todos os participantes concedo de coração a minha Bênção Apostólica, em penhor de alegria e de paz em nosso Senhor Jesus Cristo.

Vaticano, 16 de Junho de 2000.

  

top