The Holy See
back up
Search
riga

CARTA DO PAPA JOÃO PAULO II
AO INSTITUTO DOS MISSIONÁRIOS DO SAGRADO CORAÇÃO
POR OCASIÃO DO SESQUICENTENÁRIO DE FUNDAÇÃO

 

Aos Missionários do Sagrado Coração

É-me grato transmitir-vos uma cordial saudação, na feliz circunstância do sesquicentenário de fundação do vosso Instituto. Efectivamente, a vossa Sociedade de vida consagrada nasceu no dia 8 de Dezembro de 1854, na mesma data em que o meu predecessor, o Beato PioIX, proclamou o Dogma da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria.

O vosso Fundador, Rev.do Pe. Jules Chevalier, considerava justamente a instituição dos Missionários do Sagrado Coração como um fruto da intercessão de Maria. Com grande devoção pela Mãe de Deus, ele voltava-se para Ela em todas as dificuldades que devia enfrentar, venerando-a com o título de "Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus". Como Mãe de Jesus, Maria conhece o seu Coração, intercede por nós junto dele e orienta-nos para Ele, ensinando-nos a viver como Ela mesma viveu, no amor pelo seu Filho, ao serviço da Palavra de Deus e com solicitude pelo próximo.

O Pe. Chevalier considerava o Sagrado Coração de Jesus como o lugar de encontro de Deus com o homem. Com efeito, é do Coração de Jesus que o amor de Deus foi derramado sobre os homens e sobre as mulheres; é no Coração de Jesus que a humanidade se reconcilia com Deus. Jesus convida-nos a uma "espiritualidade do coração", à imitação do seu abandono, da sua obediência, da sua coragem, da sua fidelidade e do seu amor.

Formulo votos ardentes, a fim de que vós, dilectos Irmãos, continueis a haurir inspiração e vigor desta espiritualidade e do carisma do vosso Fundador, enquanto cumpris a vossa vocação na Igreja e no mundo em geral. "Vós não tendes apenas uma história gloriosa para recordar e narrar, mas uma grande história a construir! Olhai para o futuro, para o qual vos projecta o Espírito, a fim de realizar convosco ainda grandes coisas" (Exortação Apostólica pós-sinodal Vita consecrata, 110). O vosso Jubileu seja um período de grande alegria e de acção de graças, assim como uma oportunidade para aprofundar o vosso compromisso de Missionários do Sagrado Coração de Jesus, para a glória de Deus e para o bem de toda a família humana!

Enquanto vos asseguro o meu afecto no Senhor e vos confio sempre à salvaguarda maternal de Maria Imaculada, é de coração que vos concedo a minha Bênção Apostólica, como penhor de graças e de paz em nosso Salvador Jesus Cristo.

Castel Gandolfo, 1 de Setembro de 2004.

 

PAPA JOÃO PAULO II

 

© Copyright 2004 - Libreria Editrice Vaticana

 

top