The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
AO CARDEAL LOZANO BARRAGÁN,
ENVIADO ESPECIAL À CELEBRAÇÃO
DO XIII DIA MUNDIAL DO DOENTE
EM IAUNDÉ (CAMARÕES)

 

Ao Senhor Cardeal JAVIER LOZANO BARRAGÁN
Presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral no Campo da Saúde

1. Como meu Enviado especial à celebração do XIII Dia Mundial do Doente, confio-lhe, Senhor Cardeal, a tarefa de dirigir as minhas cordiais saudações aos participantes neste momento solene de reflexão e de oração, que se realizará no Santuário "Maria Rainha dos Apóstolos", em Iaundé, nos Camarões, assim como também a todas as pessoas que a ele se unirem espiritualmente através dos mass media.

Expresso a minha gratidão ao Senhor Presidente da República dos Camarões e aos seus colaboradores pela disponibilidade de que o País inteiro deu provas nas fases de preparação e na realização deste acontecimento.

Saúdo os Bispos, os sacerdotes e os diáconos, aos quais está confiada a animação pastoral de toda a comunidade. Dirijo as minhas saudações aos religiosos e religiosas, sempre disponíveis para ajudar quantos se encontram em dificuldade. Saúdo de modo particular todas as pessoas que trabalham no campo da saúde, pois é do seu compromisso generoso que depende em grande medida as curas e a assistência aos doentes.

O meu pensamento dirige-se de modo especial a vós, queridos Irmãos e Irmãs doentes, que levais no vosso corpo os sinais do sofrimento e da fragilidade, assim como aos vossos familiares, que estão mais directamente envolvidos na vossa vida quotidiana: é com profundo afecto que levo todos no meu coração.

2. Este ano a celebração do Dia Mundial do Doente realiza-se de novo na África, um continente marcado por numerosos e graves problemas, mas também rico de recursos humanos e espirituais extraordinários, e animado por um intenso desejo de paz e de progresso autênticos. A África sofre devido à presença de tantos doentes que invocam silenciosamente a solidariedade do mundo inteiro.

Amados Irmãos e Irmãs da África, Jesus é o "Homem que conhece o sofrimento". Neste ano consagrado à Eucaristia, convido-vos a unir-vos mediante o pensamento e o coração ao sacrifício da Missa, fonte inexaurível de esperança em todas as provas da vida.

Maria, Rainha dos Apóstolos e Socorro dos Doentes que, no Calvário, participou no martírio doloroso do seu Filho, acolha as lágrimas de quantos são atingidos pelo sofrimento na África e em toda a terra!

Concedo-lhe de coração, Senhor Cardeal, assim como a todas as pessoas que participam nas celebrações do Dia Mundial do Doente, uma especial Bênção Apostólica.

Vaticano, 1 de Fevereiro de 2005.

 

Copyright © Libreria Editrice Vaticana

 

top