The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM URBI ET ORBI

Domingo de Páscoa, 11 de abril de 2004

   

1. "Resurrexit, alleluia!"
"Ressuscitou, aleluia!"
Também este ano, o anúncio jubiloso da Páscoa,
que ressoou com força na Vigília desta noite,
vem tornar mais firme a nossa esperança.
"Por que motivo procurais entre os mortos Aquele que está vivo?
Não está aqui; ressuscitou!
" (Lc 24, 5-6).
Assim o Anjo encoraja as mulheres que foram ao sepulcro.
E assim repete a liturgia pascal a nós,
homens e mulheres do terceiro milénio:
Cristo ressuscitou, Cristo está vivo no meio de nós!
Agora o seu nome é "o Vivente",
a morte já não tem qualquer poder sobre Ele (cf. Rm 6, 9).

2. Resurrexit! Vós, hoje, Redentor do homem,
do sepulcro Vos ergueis vitorioso para oferecer também a nós,
oprimidos por tantas sombras que assolam,
Vossa promessa de alegria e de paz.
A Vós, ó Cristo, nossa vida e nosso guia,
dirija-se quem for tentado pelo desconsolo e pelo desespero,
para ouvir o anúncio da esperança que não desilude.
Neste dia do Vosso triunfo sobre a morte,
a humanidade encontre em Vós, ó Senhor, a coragem de se opor
solidariamente aos numerosos males que a afligem.
De modo especial, tenha a força de enfrentar o desumano,
e infelizmente devastador, fenómeno do terrorismo,
que nega a vida e torna sombria e insegura
a existência quotidiana de tantas pessoas trabalhadoras e pacíficas.
A Vossa sabedoria ilumine os homens de boa vontade
no empenhamento obrigado contra este flagelo.

3. A obra das instituições nacionais e internacionais
apresse a superação das actuais dificuldades
e favoreça o desenvolvimento de uma organização
do mundo mais ordenada e pacífica.
Seja confirmada e apoiada a acção dos responsáveis
por uma solução satisfatória dos persistentes conflitos,
que ensanguentam algumas regiões da África,
o Iraque e a Terra Santa.
Vós, primogénito entre muitos irmãos, fazei que todos aqueles
que se sentem filhos de Abraão
redescubram a fraternidade que os irmana
e os leva a propósitos de cooperação e de paz.

4. Escutai todos vós que tendes a peito o futuro do homem!
Escutai, homens e mulheres de boa vontade!
A tentação da vingança
dê lugar à coragem do perdão;
a cultura da vida e do amor
torne vã a lógica da morte;
a confiança volte a animar a vida dos povos.
Sendo único o nosso futuro,
é compromisso e dever de todos construí-lo
com paciente e solícita grandeza de ânimo.

5. "Senhor, para quem iremos?"
Vós que vencestes a morte, só Vós
"tendes palavras de vida eterna" (Jo 6, 68).
A Vós erguemos com confiança a nossa oração,
que serve para invocar o conforto
dos familiares de tantas vítimas da violência.
Ajudai-nos a trabalhar sem cessar
pelo advento daquele mundo mais justo e solidário
que Vós, ressuscitando, nos destes.
Ao nosso lado, neste empenho, está
"Aquela que acreditou no cumprimento
de quanto Lhe foi dito da parte do Senhor
" (Lc 1, 45).
Bem-aventurada sois Vós, Maria, silenciosa testemunha da Páscoa!
Vós, Mãe do Crucificado ressuscitado,
que, na hora da dor e da morte,
conservastes acesa a chama da esperança,
ensinai-nos também a nós a ser,
por entre as contradições do tempo que passa,
convictas e alegres testemunhas
da perene mensagem de paz e amor
que o Redentor ressuscitado trouxe ao mundo.

    

 

top