The Holy See
back up
Search
riga
MENSAGEM DO SUMO PONTÍFICE
JOÃO PAULO II
URBI ET ORBI

Santo Natal, 25 de Dezembro de 2004  

 

1. Christus natus est nobis, venite, adoremus!
Cristo nasceu para nós, vinde, adoremos!
Vimos a Vós, neste dia solene,
terno Menino de Belém,
que, ao nascer, escondestes a vossa divindade
para compartilhar a nossa frágil natureza humana.
Iluminados pela fé, reconhecemo-Vos
como verdadeiro Deus encarnado por nosso amor.
Vós sois o único Redentor do homem!  

2. À vista do presépio onde estais inerme,
cessem as inúmeras formas de desenfreada violência,
causa de indescritíveis sofrimentos,
extingam-se os numerosos focos de tensão
que correm o risco de degenerar em aberto conflito;
fortaleça-se a vontade de procurar soluções pacíficas,
respeitadoras das legítimas aspirações de homens e povos.  

3. Menino de Belém, Profeta de paz,
encorajai as tentativas de diálogo e de reconciliação,
sustentai os esforços de paz que, tímidos
mas repletos de esperança, estão actualmente em curso
para um presente e um futuro mais sereno
de tantos irmãos e irmãs nossos no mundo.
Penso na África, na tragédia do Darfur no Sudão,
na Costa do Marfim e na região dos Grandes Lagos.
Com viva apreensão, acompanho as vicissitudes do Iraque.
E como não lançar um olhar de preocupada ansiedade,
mas também de inextinguível confiança
à Terra da qual Vós sois Filho?  

4. Por todo o lado há necessidade de paz!
Vós que sois o Príncipe da paz verdadeira,
ajudai-nos a entender que o único caminho para construí-la
é detestar o mal com horror
e buscar sempre e com coragem o bem.
Homens de boa vontade pertencentes a cada povo da terra,
vinde com confiança ao presépio do Salvador!
«Não tira os reinos humanos
quem dá o Reino dos Céus» (cf. hino litúrgico).
Acorrei ao encontro d’Aquele
que vem para nos ensinar
o caminho da verdade, da paz e do amor.


  

   

   

top