The Holy See
back up
Search
riga

ORAÇÃO DO PAPA JOÃO PAULO II
AO ESPÍRITO SANTO POR OCASIÃO
DO XX ANIVERSÁRIO DA ABERTURA
DO CONCÍLIO VATICANO II

Grutas Vaticanas, 11 de Outubro de 1982

 

1. Espírito Santo de Deus aqui estamos, hoje, para um acto de agradecimento.
Há vinte anos, neste mesmo dia 11 de Outubro
iniciava-se o Concílio Vaticano 11 na Basílica de São Pedro.
Hoje, após vinte anos, desejamos agradecer
porque este Concílio teve início e pôde levar a bom termo
os seus trabalhos durante os anos 1962-1965,
até ao dia 8 de Dezembro de 1965,
em que foi solenemente encerrado.

2. Nós Vos damos graças, Espírito Santo de Deus,
por terdes inspirado o vosso Servo o Papa João XXIII,
por o terdes ajudado a preparar e iniciar este Concílio
a 11 de Outubro de 1962, no dia que, no calendário litúrgico então vigente,
era dedicado à Maternidade da Bem-aventurada Virgem Maria,
Nós Vos damos graças, ainda, porque a Paulo VI
concedestes assumir a obra do Concílio
após a morte do Predecessor,
e levá-la a termo.

3. Nós Vos damos graças, Espírito - Luz dos corações,
porque, mediante este Concílio,
estivestes particularmente próximo e
falastes à Igreja
mediante o serviço da palavra e dos pensamentos,
por meio do serviço da vontade e do testemunho
de todos os Bispos nele reunidos.
Nós Vos damos graças por esta grande experiência
de fé confessada e ensinada.
Nós Vos damos graças por esta particular manifestação
da solicitude pastoral por toda a Igreja,
pela Igreja e pelo mundo contemporâneo.
Damos graças por todas as fadigas relacionadas com tudo isto
e por todas as alegrias derivadas deste serviço.
Nós Vos damos graças, Espírito de amor e de verdade,
porque de modo tão particular
nos permitistes constituir uma comunidade fraterna,
e tirar do comum tesouro "coisas novas e velhas"
(Mt 13, 52),
ao serviço da tradição da Igreja e do seu renovamento.

4. Recordamos todos aqueles,
que dia a dia construíram esta obra do Concílio,
antes de tudo
os Irmãos no Episcopado e Padres Conciliares,
e também todos os colaboradores no nosso ministério,
sacerdotes, religiosos, religiosas e teólogos leigos,
peritos em diversos campos, como ainda
os que realizaram os serviços mais simples.
Alegramo-nos hoje com aqueles a quem ainda é dado
participar neste vigésimo aniversário.
Recomendamos à bondade do Pai
os
que já nos deixaram.
O mérito de uns e de outros
é o terem prestado diligente escuta à voz do Espírito,
que abria diante da Igreja as fontes do Evangelho
e, ao mesmo tempo, falava mediante "os sinais dos tempos".
Isto é mérito de todos e alegria de todos.

5. Nós Vos damos graças pelo Concílio, tal como saiu
da grande forja daqueles anos,
e tal como começou a viver
mediante
o conteúdo de todos os seus enunciados:
constituições, decretos e declarações.
Nós Vos damos graças pela riqueza do conteúdo
que iluminou a Igreja
na segunda metade do século vinte,
e agradecemos a direcção indicada
em tantas questões importantes.
Damos graças pela verdade eclesiológica e ecuménica,
pela abertura para com todos,
pelo amor ao "mundo" no espírito do Evangelho.
Damos graças pela nova maturidade da fé
e a disponibilidade para o diálogo.

6. Hoje, após vinte anos, enquanto Vos damos graças.
Espírito de nosso Senhor,
enviado para nos ensinar constantemente "todas as coisas",
ao mesmo tempo vimos implorar!
Nós Vos suplicamos que a obra do Concílio,
iniciada e terminada neste vinténio,
se realize constantemente,
e se torne sempre uma realidade
ano a ano, dia a dia;
que o seu ensinamento seja recebido por todos,
em toda a sua específica identidade e profundidade.
E, de acordo com estas, continue ele a realizar-se
;— e a ajudar a Igreja no cumprimento da sua missão.
Que, mediante isto, o mundo saiba que a enviastes,
— que ele creia e se converta.
Que mediante a Igreja, em constante renovação
com a luz e o poder do Espírito de Cristo,
se realize o serviço da salvação do mundo,
até ao tempo que o Pai determinou no seu amor.
E que seja adorado eternamente
o Pai, o Filho e o Espírito Santo,
em quem está o Princípio e o Fim de toda a criação.
Amém.

 

© Copyright 1982 - Libreria Editrice Vaticana

 

top