The Holy See
back up
Search
riga

VISITA PASTORAL A LORETO E ANCONA (ITÁLIA)

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
 NA CERIMÓNIA DE CHEGADA A LORETO

Sábado, 8 de Setembro de 1979

 

Senhor Ministro, Senhor Comissário

Devo manifestar o meu apreço pelas amáveis expressões de saudação que acabei de ouvir, e, ao agradecer cordialmente, desejo apresentar, também eu, a minha deferente homenagem a Vossas Excelências, às restantes Autoridades e a todos os caríssimos irmãos e irmãs aqui presentes à minha chegada.

1. Vim a Loreto como humilde peregrino, a fim de honrar e rezar à Santíssima Virgem num dos mais célebres Santuários Marianos da Itália.

A minha oração — eco das orações de tantos crentes, especialmente dos pobres, dos que sofrem, dos pequenos — dirigir-se-á, trémula e confiante, à Mãe de Deus, antes de tudo em favor da humanidade, legitimamente orgulhosa das conquistas e metas atingidas em tantos campos da técnica e da ciência, mas também preocupada por tantas situações de tensão e por tantos perigos, que perturbam a convivência serena dos povos e das nações. Por isso, pedirei a Nossa Senhora que olhe benigna para a minha próxima viagem à Irlanda e às Organizações das Nações Unidas, nos Estados Unidos da América.

A minha oração será, também, pela Igreja de Deus, espalhada por todo o mundo, a fim de que seja sempre fiel à missão de anunciar Cristo. morto e ressuscitado pela salvação total do homem, e para que, nesta fé, seja mensageira de amor e de esperança.

A minha oração será, ainda, pela Itália, tão rica de valores culturais, artísticos e humanos, vivificados pela inspiração cristã, a fim de que tenha brio destes valores e saiba conservá-los ciosamente, aumentá-los e transmiti-los às gerações futuras.

2. Vim, também, a Loreto para conhecer e para abraçar os filhos desta Região, os meus irmãos e irmãs das Marcas, para manifestar-lhes o meu apreço pelas próprias virtudes de laboriosidade, de bondade e de serenidade, mas mais ainda, pela sua fé cristã, da qual deram e continuam a dar testemunho. A todos a minha saudação e o meu afecto.

A Virgem Lauretana, com o seu sorriso materno, nos assista a todos neste dia, e por toda a nossa vida!

 

  Copyright © 1979 -  Libreria Editrice Vaticana 

 

top