The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
 A UMA PEREGRINAÇÃO DO SENEGAL

Sexta-feira, 14 de Setembro de 1979

 

Recebendo-vos na minha residência, penso muito naturalmente no salmo 133: Oh! como é bom, como é agradável viverem os irmãos em boa harmonia. Sem dúvida, vós esforçais-vos por viver esta experiência de unidade na caridade, primeiro no Senegal, mas aprofundaste-la de maneira inesquecível na Terra Santa., depois em Lourdes, e agora em Roma. Por essas alegrias inefáveis do coração e da fé, demos graças ao Senhor dos Senhores.

Sei que fizestes muitos sacrifícios para realizar finalmente esta peregrinação seguindo as pegadas de Cristo, e vindo aos túmulos dos Apóstolos Pedro e Paulo e ao lugar bendito das aparições de Nossa Senhora a Santa Bernadette. Felicitações! A vossa existência ficará marcada por ela para sempre. E as comunidades cristãs, a que pertenceis, dela receberão certamente feliz impulso.

As vossas pessoas, mais impregnadas pela mensagem evangélica do amor universal, por uma piedade mariana bem entendida e pelo testemunho dos Apóstolos e dos mártires, como não haveriam de ficar irradiando mais intensamente vida espiritual e a sentirem-se mais comprometidas no multiforme anúncio da Boa Nova? Muito recebestes durante este longo périplo de reflexão e oração, devereis portanto muito dar aos vossos irmãos senegaleses.

Permiti-me que formule mais um voto. Na nossa época de progresso do turismo, os católicos devem ajudar-se uns aos outros a conservar ou recuperar o sentido profundo das peregrinações, que é interrupção exigente da vida habitual, refontalização espiritual séria, experiência de vida cristã, nova aliança com Cristo Salvador e retomada de responsabilidades eclesiais. A viagem cultural, que tem o seu valor e o seu lugar, é uma coisa. A peregrinação é outra coisa. Dizei-o aos irmãos cristãos e ajudai-os a tornarem-se também eles verdadeiros peregrinos.

Com a minha profunda gratidão pela vossa. visita, tão rica de significado e promessas para a Igreja sem fronteiras como a desejou Cristo, renovo-vos os meus incentivos e a minha confiança, e abençoo-vos, a vós e a todos os vossos irmãos católicos, e ao vosso querido país, o Senegal.

 

 Copyright © 1979 - Libreria Editrice Vaticana 

 

top