The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS JOVENS DA ARQUIDIOCESE DE ROUEN ( FRANÇA)

Segunda-feira, 14 de Abril de 1980

 

Caros Amigos

Sinto-me feliz por me encontrar convosco, como também me é grato encontrar-me com jovens cristãos sempre que o tempo de que disponho o permite, para ser testemunha da sua vitalidade humana e religiosa e encorajar a sua fé. Jesus disse a Pedro: "Confirma os teus irmãos". É o que eu faço esta manhã, em união com o vosso Arcebispo, com os vossos capelães, com as religiosas e os leigos que vos dão a sua ajuda e a quem felicito. A evangelização dos jovens permanece como uma parte importante do nosso ministério.

Deixo-vos duas recomendações simples. Por um lado, radicai-vos na fé, na fé da Igreja. Trata-se, para vós, de acolher a mensagem de Cristo — que não se inventa; de enxertar a vossa vida na sua, de entrar com Ele em relação pessoal com o Pai, com os vossos irmãos, e de nela imitar o seu modo de amar. Isto não o aprendemos do mundo, especialmente do mundo que duvida ou não crê, ou que se deixa guiar unicamente pelas próprias impressões e pelo próprio prazer imediato. São necessários momentos de reflexão, de oração, entre cristãos, na capela, na escola e na paróquia, junto da palavra de Deus e dos sacramentos; é preciso reencontrar a grande seiva que nos vem de Jesus, mediante os Apóstolos Pedro e Paulo, mediante os santos como Francisco e Clara... É o que procurastes fazer aqui. É o que é preciso continuar. Fortaleceis assim a vossa identidade de cristãos que, do contrário, ficaria abalada ou empobrecida.

Por outro lado, tornar-vos-eis, por este mesmo facto, as testemunhas de Cristo. Porque o mundo tem necessidade de conhecer mediante vós a Boa Nova: pelo testemunho da vossa fé em Jesus Cristo, da vossa dedicação à Igreja — a Igreja, a mãe que se ama! —; pela vossa vida pura e alegre, inteiramente disponível para acolherdes os vossos irmãos, aos quais saibais dedicar verdadeiramente a vossa atenção, o vosso tempo e a vossa ajuda. E o sinal pelo qual se reconhecem os discípulos.

Penso que assim vos preparais para um apostolado adulto, vivido, possivelmente, em equipe. E também espero que alguns de vós, seduzidos por Cristo e vendo as imensas necessidades espirituais dos seus irmãos, não hesitarão em se consagrar totalmente à missão de Cristo. Sim, o Cristo chama-vos para O seguirdes, hoje como ontem. Faço-me eco do seu chamamento.

Seja o Cristo a vossa alegria e a vossa força! Abençoo-vos de todo o coração com os vossos educadores na fé!

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top