The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
A UM GRUPO DE PROFESSORES
DA UNIVERSIDADE DE LUBLINO POR OCASIÃO
DA APRESENTAÇÃO DO LIVRO
«
STORIA DEL CRISTIANESIMO IN POLONIA
»

Quinta-feira, 17 de Abril de 1980

 

Minhas Senhoras e meus Senhores

É para mim uma grande alegria receber-vos esta manhã. É necessário sublinhar que, se me sinto sempre feliz quando tenho ocasião de me encontrar com universitários, hoje sinto-o duplamente, dado que se trata de historiadores que consagraram os seus esforços ao estudo da «História do Cristianismo na Polónia», e que tiveram a delicada atenção de vir oferecer-me esta bela obra. Ficai, pois certos da minha gratidão, todos vós que colaborastes na sua realização, autores e editores. Eu espero que os vossos esforços em fazer conhecer o importante lugar que tem o catolicismo na história do meu país, contribuirão também para melhor fazer compreender, ao leitor de boa vontade, como a sua própria natureza faz com que ele deva ter o seu lugar em toda a sociedade humana preocupada com o homem na sua totalidade.

Com efeito, se a história é, sempre e em toda a parte, magistra vitae, quando se procura compreender a nossa época, a história da Igreja — como vós bem o sabeis —  acrescenta a esta compreensão a dimensão particular que brota da própria realidade do cristianismo. De certo que se pode considerar esta história de maneira puramente exterior e sociológica. Mesmo assim o enriquecimento humano que daí advém é bastante considerável. Mas é-o muito mais sempre que o historiador cristão, na aceitação total desta realidade da Igreja em que vive, consegue penetrar o seu significado último, o que se refere à Encarnação de Cristo, que dá ao homem todo, à sua vida e portanto à sua história as perspectivas espirituais, graças às quais se torna capaz da sua plena realização. A história do cristianismo, apesar das suas vicissitudes, não é outra coisa senão a actualização da salvação que nos foi dada neste tempo pascal que estamos a celebrar.

Agradeço-vos, portanto, de todo o coração, tudo o que fizestes, com toda a vossa ciência e a vossa probidade históricas, para a realização desta obra. Obrigado pelos numerosos esforços e por todo o trabalho que ela vos deu. Seja o próprio Senhor — como diz a Escritura — a recompensar aquilo que fizestes para melhor fazer conhecer, compreender e amar a Igreja através da história de um país que é o meu. Pela minha parte, fazendo bons votos para o vosso trabalho, sinto-me feliz por implorar a bênção de Cristo ressuscitado sobre as vossas pessoas e as vossas famílias.

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top